Menu
Busca quinta, 22 de outubro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
33ºmax
22ºmin
Notícias

Rebanho bovino volta a crescer após duas quedas, segundo o IBGE

19 novembro 2009 - 00h00Por Folha Online, por Cirilo Junior

O rebanho bovino do país voltou a crescer em 2008, após dois anos em queda, segundo informações divulgadas nesta quinta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O efetivo somou 202,2 milhões de cabeças, alta de 1,3% em relação a 2007.

A maior parte, correspondente a 34,1% do total, estava concentrada na região Centro-Oeste. Mato Grosso firmou-se como o principal produtor, com 26 milhões de cabeças, o equivalente a 12,9% do total. Na comparação com 2007, houve alta de 1,3% no efetivo bovino do Estado.

O principal incremento foi detectado na região Sul, onde houve crescimento de 4%, seguido por Norte (3,3%), Centro-Oeste (1,2%) e Nordeste (0,5%). Na região Sudeste, houve retração de 2%, com destaque negativo para São Paulo, que teve o rebanho encolhido em 5,1%.

Segundo o IBGE, o gado paulista encolheu em cerca de 605.000 cabeças, em função da substituição das pastagens por canaviais.

Os dados fazem parte da PPM 2008 (Pesquisa da Pecuária Municipal), que mostra ainda um aumento de 5,1% no efetivo de galinhas, em relação a 2007, totalizando cerca de 100 milhões de cabeças.

Já o efetivo de suínos totalizou 36,8 milhões de cabeças, aumento de 1,6% na comparação com 2007.

O IBGE identificou ainda alta de 5,5% na produção de leite, que somou 27,5 bilhões de litros em 2008. Esse resultado coloca o Brasil como o quarto maior produtor mundial, atrás de Índia, China e Rússia.