Menu
Busca sexta, 25 de junho de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
30ºmax
19ºmin
Notícias

Preços da soja sobem 2,6% em MS no início de 2017, já mercado do milho preocupa

13 janeiro 2017 - 14h15Por Sistema Famasul
Preços da soja sobem 2,6% em MS no início de 2017, já mercado do milho preocupa

O Informativo Casa Rural, elaborado pelo Departamento de Economia do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, aponta que o preço médio para comercialização da saca de soja avançou 2,6% nos primeiros 10 dias de janeiro, alcançando a casa dos R$ 65 no Estado.

Segundo o analista econômico da instituição, Luiz Eliezer Gama, entre os fatores que colaboraram para a aparente estabilidade do preço estão câmbio, clima e mercado internacional. “Os produtores estão atentos à instabilidade econômica que começou com a pressão do mercado norte-americano, o clima na Argentina e até a queda na cotação do dólar. Este panorama, somado ao início da colheita no ciclo 2016/17, impacta diretamente no preço, que no mesmo período do ano passado estava 11% mais alto”, detalha.

Com relação à comercialização da safra 2015/16 da oleaginosa, os produtores sul-mato-grossenses fecharam o ano (dezembro de 2016) com 98,6% da colheita negociada no mercado. Sobre o atual ciclo, mantém-se a cautela no comércio antecipado, com 30,2% da produção estimada em 7,8 milhões de toneladas já  comercializada.

Situação do milho
As adversidades climáticas em 2016 provocaram uma queda produtiva superior a 33% no ciclo 2015/16 do milho safrinha, fator determinante para os altos preços praticados no mercado que alcançaram o pico de R$ 50 por saca, em Dourados, por exemplo.

Neste primeiro decênio de 2017 o valor negociado da saca chegou a R$ 27,06 o que representa uma queda nominal de 7,5% no período, em relação ao ano passado. Com relação à colheita comercializada no ciclo 2016, os agricultores já negociaram 87,92%, ou 5,24 milhões de toneladas.

A Conab
Companhia Nacional de Abastecimento projeta um estoque para a safra de verão em 7,98 milhões de toneladas. As boas condições climáticas para a cultura devem provocar um crescimento de 7,3% na produtividade e a área plantada também aumentou e deve chegar a 5,5 milhões de hectares em nível nacional.

Confira o relatório completo clicando AQUI

Leia Também

STF deve julgar ação de demarcação de terras indígenas no dia 30
Repercussão geral
STF deve julgar ação de demarcação de terras indígenas no dia 30
Fim dos Conflitos
Câmara aprova projeto que regulamenta demarcação de terras indígenas
Aprovado o mérito na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, o substitutivo ao PL 490/2007 aguarda análise dos destaques para seguir ao Plenário
Notícias
Cai diferença entre valor da arroba e carne no atacado
Com mercado do boi gordo em banho-maria, estabilidade nos preços da arroba é mantida
Análise
Com mercado do boi gordo em banho-maria, estabilidade nos preços da arroba é mantida