Menu
Busca sábado, 19 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
32ºmax
21ºmin
Notícias

Preço do adubo sobe e produtores antecipam as compras

17 junho 2013 - 21h49Por Globo Rural
Preço do adubo sobe e produtores antecipam as compras

Enquanto o milho cresce nos campos do Paraná, o pensamento dos produtores já está lá na frente, na safra de soja. Kaízo Yamamoto, de Maringá, só vai plantar em outubro, mas já tem tudo planejado. A saca de soja na região subiu cerca de 18% em um mês. Kaizo ainda tem grão da última safra e não pensa em vender.

No planejamento da safra seguinte, em um armazém, todo o estoque é de adubo e a maior parte já tem dono. A Cooperativa de Maringá já comercializou até agora 80% dos insumos e diz que a compra está mais adiantada são oferecidos descontos para quem compra antecipado. Foi o que fez Kaizo. Na hora de vender, ele não tem a menor pressa, mas para comprar, é diferente. Kaizo já fechou toda a compra de insumos da nova safra de soja e percebeu que os preços estão mais altos.

Em Mato Grosso, o preço dos insumos também subiu. Na propriedade de Emílio Ramos, em Diamantino, o girassol ainda está no campo, mas o agricultor já pensa na soja que vai plantar em setembro. Os insumos foram comprados antecipadamente. De acordo com o Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária, dependendo da região do estado, o agricultor vai gastar, em média, R$ 753 por hectare para comprar apenas os fertilizantes. No mesmo período do ano passado, esta despesa era bem menor, cerca de R$ 585 por hectare. Os adubos representam quase metade do chamado custo operacional da lavoura.

O aumento de 30% em um ano foi provocado, entre outras coisas, pela maior procura pelo produto. Os agricultores de Mato Grosso já compraram cerca de 60% dos insumos para a próxima safra. Além do adubo, isso inclui sementes e agrotóxicos.