Menu
Busca quarta, 21 de fevereiro de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
22º
Acrissul apresenta Expogrande
VALE DA CELULOSE

MS entra no ciclo da genética florestal e projetos socioeconômicos de inclusão

A Bracell chegou a Mato Grosso do Sul em 2021 e, hoje, atua no Estado com operações de colheita e transporte de madeira

09 fevereiro 2024 - 08h55Por Semadesc

Após o boom industrial do setor de florestas, fomentado pelo Governo do Estado nos últimos anos, Mato Grosso do Sul segue se firmando como o Vale da Celulose no país. Nesta quinta-feira (8), foi iniciado um novo ciclo de investimentos em base florestal, genética do eucalipto e projetos socioeconômicos com inclusão de mão de obra feminina.

Os projetos foram apresentados ao secretário Jaime Verruck, da Semadesc (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação) e ao governador Eduardo Riedel, durante visita ao viveiro de mudas de eucalipto da MS Florestal, pertencente ao grupo Bracell de Celulose, no município de Água Clara. Jaime e Riedel foram acompanhados pela ministra do Orçamento e Planejamento, Simone Tebet,  pela prefeita da cidade, Gerolina Alves, deputados federais e estaduais.

A comitiva foi recepcionada pelo gerente sênior de Operações Florestais, José Marcio Bizon, pelo gerente sênior de Pesquisa & Desenvolvimento Mario Ladeira e o diretor de Relações Institucionais, Governamentais e com Comunidades, Manoel Browne. Na oportunidade a comitiva conheceu as instalações da empresa, que está investindo mais de R$ 100 milhões na produção de mudas de eucalipto em uma área de 110 mil metros quadrados.

Segundo os diretores, a Bracell chegou a Mato Grosso do Sul em 2021 e, hoje, atua no Estado com operações de colheita e transporte de madeira. Em 2023, foi criada a MS Florestal, uma empresa que tem como foco a otimização das operações florestais e o fortalecimento da presença do Grupo RGE no Mato Grosso do Sul. A empresa, genuinamente sul-mato-grossense, tem como meta contribuir com a continua expansão econômica da agroindústria no Estado, desde o viveiro na produção de mudas ao plantio do eucalipto.

“A MS Florestal, que pertence a Bracell é uma empresa que vem investindo no Estado, ampliando a sua base florestal e aqui no viveiro nós temos investimento com mais de R$ 100 milhões. Hoje já estão contratadas 260 pessoas, mais de duzentas mulheres aqui no município de Água Clara que passa por um momento importante. Hoje todas as empresas de celulose, de alguma forma tem atuação aqui e tem contratado pessoas na região”, destacou o titular da Semadesc, Jaime Verruck.

Ação social

A empresa tem um foco especial para investimentos sociais buscando melhorar da qualidade de vida nos locais onde atua. Tanto que atualmente na obra de Água Clara, que tem 97% concluída, são 259 colaboradores próprios trabalhando no viveiro. Desses 184 são mulheres, desde cargos operacionais até liderança.

Durante a visita os gerentes explicaram que traçando um perfil desse público, elas são todas moradoras de Água Clara. “Cerca de 90% são mães, sem experiência de mercado, muito menos no setor florestal, e que pela primeira vez tem a possibilidade de emprego fixo e carteira assinada. Isso é muito positivo, lembrando que a empresa garantiu capacitação completa para que as candidatas assumissem seus postos de trabalho no viveiro de muda”, acrescentou Verruck.

Tecnologia e inovação

A modernidade e a inovação também estão presentes no viveiro, que conta com gestão de controle e uso água – softwares que ajudam na tomada de decisão para quantidade de irrigação necessárias, evitando desperdício e realizando a irrigação somente no melhor momento para as mudas; sistema de captação da água de irrigação para reutilização; paineis fotovoltaicos para produção de energia limpa para operação do viveiro; controle automatizado das estruturas físicas que suportam a produção de mudas: telhados retrateis melhoram a eficiência do viveiro, menor uso de recursos naturais (água) e menor uso de produtos químicos (fertilizantes).

“O importante é mostrar como MS avança na cadeia agroindustrial e da celulose. A MS Florestal por exemplo vai produzir mudas e mudas clonadas . A previsão é produzir mais de 40 milhões de mudas/ano para atender a demanda total da Bracell no País”, acrescentou. No Estado, a MS Florestal emprega 1.135 colaboradores diretos (Bracell e MS Florestal)  e mais de 3 mil colaboradores indiretos. A empresa atua nos municípios de Campo Grande, Água Clara, Três Lagoas, Bataguassu e Santa Rita do Pardo. “Mato Grosso do Sul está consolidando sua posição em produção de grande produtor de eucalipto  com mais de 1.2 milhão de hectares cultivados. E mais gerando renda para inúmeras famílias!”, concluiu Jaime Verruck.