Menu
Busca domingo, 20 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
27ºmax
19ºmin
Notícias

Mercado do boi gordo continua valorizado e pode buscar os R$100 por arroba em SP

05 setembro 2012 - 22h45Por Notícias Agrícolas

 O mercado do boi gordo continua firme e pode buscar valores ainda mais altos durante a semana, podendo chegar aos R$100,00 por arroba.O indicador Cepea registrou máxima de R$99,36 em São Paulo, e nada mostra uma reversão de tendência por enquanto.

 
De acordo com Lygia Pimentel,consultora de mercado,há um clima de otimismo bastante exacerbado diante do cenário positivo do mercado, que continua com alta valorização na Bolsa e apresentando escalas curtas.Para o cenário futuro, os valores podem chegar a R$104,50 ou buscar valorizações mais altas. Lygia lembra, no entanto, que é difícil estabelecer o fundo e o pico dos preços.
 
Nas outras praças do país, também há uma movimentação de alta até mais forte do que em São Paulo."A diferença das outras praças para São Paulo diminuiu", revela Lygia. Segundo ela, hoje essa diferença está em torno de 6%, o que melhora a comercialização inclusive para que protegeu em Bolsa -o chamado diferencial de base.
 
A curto prazo, o mercado deve continuar valorizado, pois não há nenhum tipo de fator baixista.A oferta do boi é reduzida devido ao próprio período de entressafra. Lygia lembra que nessa semana houve uma valorização de cerca de 9% para o traseiro do boi, e o dianteiro com quase 5%, enquanto frango e suíno caíram 1,5 e 4% respectivamente. "Isso pode atrapalhar um pouco se essa alta for repassada para o consumidor no varejo", diz.
 
Com a euforia do mercado, a analista frisa que pode haver um estímulo à entrada de animais no confinamento em setembro e outubro, que mais para frente devem refletir em preços mais baixos. A orientação para o momento atual é que o pecuarista faça o confinamento já travando os custos. "Ou entrar comprando opções de venda, que é aquela proteção que tem um custo maior mas não impede nenhum ganho se o boi resolver subir de vez", finaliza.