Menu
Busca sábado, 19 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
32ºmax
21ºmin
Notícias

JBS assina protocolo de investimentos de R$ 17,89 milhões em MG

18 maio 2011 - 11h37
JBS assina protocolo de investimentos de R$ 17,89 milhões em MG

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais informou, por meio de nota, que o grupo JBS assinou nesta terça, dia 17, protocolo de investimentos de R$ 17,89 milhões no Estado. Segundo a secretaria, serão três novos empreendimentos no sul de Minas e no Triângulo Mineiro. O acordo foi feito por meio do Instituto de Desenvolvimento Integrado (INDI), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede) de Minas Gerais.

Com investimentos de R$ 7,5 milhões, a empresa instalará um centro de distribuição, além de expandir a unidade do município de Uberlândia, com ampliação em 50% da capacidade de produção de conservas de vegetais, o que gerará 300 empregos diretos e 90 indiretos. A unidade começou suas operações em 1991 e atualmente pode produzir até mil toneladas mensais de milho verde em conserva e seleta de legumes, empregando 232 pessoas.

A secretaria mineira ainda informou que a JBS possui outros dois projetos de investimentos em Uberlândia, nas áreas de couro e polpa de tomates. A empresa está presente nos segmentos de carne bovina, suína, ovina e de aves, lácteos e derivados, produção e comercialização de couros, latas, colágeno, biodiesel, transportes e vegetais, com 140 fábricas no mundo, 78 unidades de produção e 16 centros de distribuição no Brasil.

– Além dos benefícios para as empresas titulares de projetos de implantação, modernização, ampliação ou diversificação de empreendimentos, com a redução de 75% do imposto de renda, o governo de Minas está elaborando uma lei específica para apoiar investimentos na região mineira da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), que corresponde a praticamente um terço do Estado – destacou a secretária de Desenvolvimento Econômico de Minas, Dorothea Werneck, no comunicado.

A secretária lembrou que, além da redução de tributos, a lista de benefícios e incentivos se estende ao reinvestimento do Imposto de Renda, assim como ao desconto da contribuição para o PIS/Pasep e da Cofins, entre outros.