Menu
Busca sábado, 24 de outubro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
29ºmax
23ºmin
Notícias

IBGE: abates crescem 9% em relação ao 1º tri de 2009

30 junho 2010 - 00h00Por BeefPoint.

No 1º trimestre de 2010 foram abatidas 7,075 milhões de cabeças de bovinos, um aumento de 9,0% em relação ao 1º trimestre de 2009 e uma redução de 5,3% com relação ao 4º trimestre de 2009. Desde 2007, o volume de bovinos abatidos no primeiro trimestre do ano vem diminuindo ano a ano, em 2010 esta seqüência foi interrompida. O volume abatido no 1º trimestre de 2010 é similar ao verificado no mesmo período em 2006.

Em termos de peso de carcaças registrou-se 1,691 milhão de tonelada, resultando em aumento de 11,5% em relação ao 1º trimestre de 2009 e queda de 5,6% em relação ao 4º trimestre de 2009.

Participaram da pesquisa 1.443 informantes de abate de bovinos. O estado com o maior número de informantes é o Rio Grande do Sul, com 270 informantes, embora contribua com apenas 6,1% do volume total abatido. Em termos de número de animais abatidos, Mato Grosso se manteve como o principal estado brasileiro, com 14,4% de toda a produção nacional feita pelos estabelecimentos fiscalizados. São Paulo e Mato Grosso do Sul seguem em segundo lugar, cada um com 12% do total.

Aquisição de couro cru - A aquisição de couro cru inteiro de bovino no 1º trimestre de 2010 foi de 8,503 milhões de peças: aumento de 10,4% com relação ao mesmo período do ano 2009 e queda de 4,9% com relação ao 4º trimestre de 2009. A principal origem do couro adquirido (63,1%) foi os matadouros frigoríficos. Apenas 26,4% foram recebidos de terceiros, enquanto que as demais fontes somaram 10,5%.

São Paulo foi o principal estado em aquisição de couro, com 18,9% do total. Mato Grosso vem a seguir, com 14,6%, seguido pelo Rio Grande do Sul, com 12,0% das compras do produto. Quanto ao couro efetivamente industrializado, a produção foi de 8,450 milhões de peças, 8,0% maior que a do 1º trimestre de 2009 e 5,8% menor que a do 4º trimestre de 2009.