Menu
Busca sábado, 31 de outubro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
26ºmax
18ºmin
Notícias

Governo federal estuda novo modelo de ferrovias para o país

16 setembro 2010 - 00h00Por Letícia Luvison/ Canal Rural

O governo federal estuda um novo modelo de ferrovias para o país. A proposta, elaborada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), pretende separar gestão e operação do transporte ferroviário, permitindo que mais empresas atuem no ramo.

A expectativa é baratear em 40% a tarifa máxima do transporte de cargas. Quinze mil quilômetros de vias férreas devem ser construídas no Brasil. Para aumentar a competitividade na operação do transporte ferroviário, que hoje é unificado, o setor discutiu em Brasília um novo modelo de gestão das concessionárias.A proposta aguarda o aval do presidente Lula.

– Hoje o concessionário explora tanto a via permanente quanto os trens. Ele é operador e gestor da infraestrutura. O novo modelo separa as duas funções: eu vou ter uma empresa que vai só ser dona, vai gerir a infraestrutura, como se fosse uma rodovia. E, por cima, estarão passando os trens e os vagões que querem passar, de outras empresas – afirma o presidente a Associação Nacional dos Usuários de Transporte de Carga (Anut), Luis Henrique Baldez.

As empresas poderiam ou não aderir ao novo modelo. A ANTT vai regular o chamado direito de passagem, que permite o ingresso em estradas concessionadas mediante pagamento.

– O usuário terá alternativa de discutir com vários operadores como vai a carga dele. Hoje, o usuário senta e a concessionária diz: se quiser levar sob essas condições leva, se não quiser, não leva – completa Baldez.