Menu
Busca quinta, 24 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
34ºmax
20ºmin
Notícias

Geada atinge as pastagens de MS e preocupa criadores

29 julho 2013 - 00h00Por Agrodebate

O pecuarista Nil Jacovi não esperava por um frio tão intenso. Ele tem 1,1 mil cabeças de gado em Amambai, no sul do estado, que se alimentam de pasto, mas agora esta não será mais a única fonte de nutrientes para o rebanho. As temperaturas mínimas chegaram a -2ºC no sul de Mato Grosso do Sul, por isso, a preocupação dos criadores de gado aumenta.

Em muitas fazendas da região, o pasto já começa a perder qualidade, por isso, o produtor resolveu antecipar a venda do rebanho, que só seria abatido no mês de setembro. “Esta época é muito difícil e caro manter um animal terminado”, explica Nil.

Diogo Peixoto é zootecnista e percorre as fazendas da região. Ele conta que com o frio intenso dos últimos dias, em muitas fazendas, a geada matou praticamente todo o pasto. “O pasto perde a qualidade e vem a se deteriorar. Se porventura chover, os pastos aprodecerão e o animal não vai aproveitar nada”, diz.