Menu
Busca domingo, 19 de setembro de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
38ºmax
25ºmin
Notícias

Exportações crescem 17,54% e MS fecha 2017 com superávit de US$ 2,25 bilhões na balança comercial

08 janeiro 2018 - 00h00Por Semagro MS

As exportações de Mato Grosso do Sul no acumulado de janeiro a dezembro de 2017 cresceram 17,54% em relação ao mesmo período de 2016 e levaram a balança comercial do Estado com o exterior a fechar o ano com um superávit de US$ 2,25 bilhões. As informações são da Carta de Conjuntura do Setor Externo de janeiro de 2018, elaborada pela Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

De acordo com as informações da Carta de Conjuntura, extraídas da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Secex/MDIC). O superávit da balança comercial do Estado com o exterior, no acumulado de janeiro a dezembro do ano passado foi de US$ 2,259 bilhões, 27,7% maior aos US$ 1,768 bilhão registrados em igual período no ano de 2016.

O incremento de 17,54% nas exportações (de US$ 4,071 bilhões em janeiro a dezembro de 2016 para US$ 4,785 bilhões no mesmo período de 2017) foi puxado pela soja em grão, seguido pela celulose, carne de bovinos, açúcar, milho, carne de aves e minério de ferro. Foram 3,6 milhões de toneladas de soja exportadas no ano passado, 29,38% mais do que em 2016. Na celulose, o setor exportou 9,98% mais, saltando de 2,34 milhões de toneladas para 2,57 milhões de toneladas. A carne bovina, mesmo com as oscilações no mercado externo, registrou crescimento de 18,97%, com subindo de 145.402 toneladas para 163.757 toneladas exportadas.

“O minério de ferro reverteu a queda nas exportações verificada em 2016. De janeiro a dezembro de 2017 houve um aumento de 43,36%, comparado com o mesmo período do ano anterior. Além disso, tivemos um crescimento de 187,93% nas exportações de ferro-gusa e ferroligas, uma consequência direta da confiança do setor no governo do Estado, que reativou uma indústria na região de Corumbá e hoje apresenta esse resultado”, comenta o secretário adjunto da Semagro, Ricardo Senna.

A movimentação nos portos sul-mato-grossenses também foi destacada pelo secretário. “Com a melhora no mercado do minério de ferro, o Porto de Corumbá registrou um aumento de 62,61%, com 4.471 toneladas em jan/dez de 2017 e 3.982 toneladas em 2016. Já em Porto Murtinho, reaberto em 2015, graças à ação do governo do Estado, teve um crescimento de 272% em sua movimentação, subindo de 46 toneladas em 2016, para 184 toneladas exportadas em 2017”, informou Ricardo Senna.

Nas importações, mesmo com o item Petróleo, gás natural e serviços de apoio caindo de 8 milhões de toneladas para 6,34 milhões de toneladas em 2017 (-5,16%) houve um aumento de 9,73% em janeiro a dezembro de 2017 comparado ao mesmo período em 2016. Esse aumento deve-se sobretudo a maior importação de Outras máquinas e equipamentos mecânicos.

Em termos de destino das exportações há uma concentração nas exportações para a China, representando em janeiro-dezembro de 2017 cerca de 35,01% do valor total das exportações, seguida pela Argentina (5,17%), Itália (4,52%) e Hong Kong (4,23%). Os países com maior aumento na participação foram: Japão (53,14%) e Hong Kong (52,66%). A maior queda foi registrada para a Rússia, com baixa de 29,92% nas exportações em relação a janeiro-dezembro de 2016. A concentração nos dez maiores destinos das exportações passou de 65,74% a 65,46% em janeiro-dezembro de 2017.

O principal município exportador nesse período foi Três Lagoas, com cerca de 33,10% dos valores exportados, com composição baseada sobretudo nas exportações na indústria de Papel e Celulose.

Leia Também

Decreto revoga limitação de lotação em eventos, mas mantém Regime Especial de Prevenção
Coronavírus
Decreto revoga limitação de lotação em eventos, mas mantém Regime Especial de Prevenção
Mercado Externo
Arábia Saudita retoma importação de frigoríficos de MG após embargo de 10 dias
As compras haviam sido suspensas no dia 6, após a confirmação de um caso atípico do "mal da vaca louca" no Estado
Seca no rio Paraguai segue crítica e chuvas devem ser insuficientes na primavera
Meio Ambiente
Seca no rio Paraguai segue crítica e chuvas devem ser insuficientes na primavera
Expoagro: secretário Riedel e ministro do Turismo visitam feira em Dourados
Feiras & Eventos
Expoagro: secretário Riedel e ministro do Turismo visitam feira em Dourados