Menu
Busca segunda, 20 de setembro de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
38ºmax
25ºmin
Notícias

Expectativas da Abag indicam elevação de 0,5% no PIB do agro em 2018

02 março 2018 - 00h00Por Estadão Conteúdo

A Associação Brasileira do Agronegócio (Abag) informou nesta quinta-feira (1/3) que espera uma elevação de 0,5% no Produto Interno Bruto (PIB) da Agropecuária em 2018, em relação ao ano passado, quando cresceu 13%. A projeção leva em consideração o bom desempenho esperado para a safra de grãos, cujas estimativas indicam apenas em leve recuo em relação ao ciclo de 2017/2018, que foi recorde, e de possíveis recuperações em outros setores, como carnes, citros e cana.

 
"Em nossa leitura, um aumento de 0,5% seria muito bom, pois as bases comparativas entre 2016 e 2017 e do ano passado para 2018 são distintas. Desta forma, a perspectiva é que o agro se comporte de maneira semelhante ao verificado em 2017", informa o diretor-executivo da Abag, Luiz Cornacchioni. "Temos estimativas boas para a cana-de-açúcar, vindas (do maior consumo) do etanol, e para o suco de laranja, por causa do faturamento com exportação", acrescenta.
 
Com boa safra e melhores preços, desempenho do PIB do agro deve se manter positivo
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou no período da manhã que PIB da agropecuária cresceu 13% em 2017 ante 2016, o melhor resultado da série histórica iniciada em 1996.
 
No quarto trimestre de 2017, o PIB da agropecuária ficou estável em comparação com o terceiro trimestre. Na comparação com o quarto trimestre de 2016, o PIB da Agropecuária mostrou alta de 6,1%. Para Cornacchioni, a expressividade do resultado anual veio em decorrência do recorde na safra de grão que, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), atingiu 238,7 milhões de toneladas em 2017/18.
 
Na média geral, o PIB do País subiu 1% no acumulado do ano passado e somou R$ 6,560 trilhões. "A recuperação no PIB do Brasil puxa um movimento positivo para os empregos e retomada no consumo das famílias. Temos de lembrar que o mercado interno de carnes, por exemplo, tem grande relevância para o setor de proteína animal como um todo. A demanda vinda da população não avança só em volume, mas também na diversidade de produtos consumidos e, nesta esteira, somos influenciados, pois estamos na ponta da produção de alimentos", concluiu o diretor-executivo.

Leia Também

Decreto revoga limitação de lotação em eventos, mas mantém Regime Especial de Prevenção
Coronavírus
Decreto revoga limitação de lotação em eventos, mas mantém Regime Especial de Prevenção
Mercado Externo
Arábia Saudita retoma importação de frigoríficos de MG após embargo de 10 dias
As compras haviam sido suspensas no dia 6, após a confirmação de um caso atípico do "mal da vaca louca" no Estado
Seca no rio Paraguai segue crítica e chuvas devem ser insuficientes na primavera
Meio Ambiente
Seca no rio Paraguai segue crítica e chuvas devem ser insuficientes na primavera
Expoagro: secretário Riedel e ministro do Turismo visitam feira em Dourados
Feiras & Eventos
Expoagro: secretário Riedel e ministro do Turismo visitam feira em Dourados