Menu
Busca domingo, 09 de agosto de 2020
Busca
(67) 99826-0686
Campo Grande
31ºmax
16ºmin
Notícias

Expectativa de aumento do PIB cresce com resultado do primeiro semestre

05 setembro 2010 - 00h00Por Agência Brasil

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, disse em entrevista que o crescimento de 8,9% da atividade econômica, no primeiro semestre, mostra que “a tendência é fechar o ano com alguma coisa entre 7,5% e 7,8%. A previsão que temos, pelos dados internacionais divulgados, é de que três países vão crescer mais de 8% neste ano: China, Índia e Tailândia.

O Brasil, provavelmente, vai estar ali na quarta ou quinta posição do crescimento mundial”. Paulo Bernardo comentou o resultado de 1,2% do Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre, publicado hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografa e Estatística (IBGE).

Segundo o ministro, o bom desempenho da atividade econômica nos meses de abril, maio e junho, mesmo tendo sido mais moderado que os 2,45% de crescimento do primeiro trimestre, não deve pressionar a inflação.

Pela estimativa do ministro, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que serve de parâmetro para as correções oficiais da inflação, deve ficar na casa de 5%, em linha com a expectativa da maioria dos analistas financeiros, de 5,07%.

Ele ressaltou que ainda que a inflação fique acima desse percentual, não se estará diante de um problema. “Vamos ter muito mais crescimento da atividade econômica do que da inflação neste ano. Se a inflação ficar em 5% e o PIB crescer 7,5% ou quase 8%, significa que crescemos bem mais que a inflação”.