Menu
Busca segunda, 28 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
34ºmax
24ºmin
Notícias

Empresas brasileiras fecham negócios estimados em R$ 1,1 bi no salão de alimentos de Paris

22 outubro 2010 - 10h45Por Agência Brasil
Empresas brasileiras fecham negócios estimados em R$ 1,1 bi no salão de alimentos de Paris

 Terminou ontem (21) em Paris o Salão Internacional de Alimentação (Sial 2010), uma das principais mostras mundiais de alimentos, que começou no último domingo (17). Mesmo antes de fechar o balanço da participação brasileira na feira, as 134 empresas nacionais que foram lá para apresentar seus produtos já comemoram o grande número de negócios que devem render mais de US$ 1,1 bilhão pelas estimativas iniciais.

A informação é do diretor de Negócios da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), Maurício Borges, que coordenou a ida de 116 empresas nacionais ao Sial 2010. Ele disse que a delegação organizada pela Apex-Brasil ganhou prêmios especiais e realizou cerca de 5.200 negócios, entre contratos já fechados e os previstos para os próximos 12 meses.

Segundo Borges, “o bom momento da economia brasileira possibilitou que as empresas investissem em pesquisa, desenvolvimento de tecnologia e novos equipamentos, e isso resultou em um salto de qualidade dos produtos, com aumento de competitividade no mercado internacional”.

Em decorrência disso, três vinhos brasileiros ganharam o prêmio Best Buy, que destaca os produtos com melhor relação qualidade-preço, e o Brasil conquistou também um Sial de Ouro na categoria de sobremesas. O Sial é concedido a inovações industriais com sucesso comercial no país de origem e premiou a mistura pré-pronta da Fleischmann com pudim de leite, brigadeirão e quindim.

De acordo com o diretor da Apex, foi a maior delegação empresarial que o Brasil já levou à Sial, o que explica em parte o elevado número de negócios; quase o dobro do que foi realizado no salão de 2008. Os produtos brasileiros que mais chamaram a atenção dos visitantes foram: café, carnes, biscoitos, massas, chocolates, balas e confeitos, lácteos, frutas, sucos, castanhas, temperos, vinhos, cachaças e frutas exóticas da Amazônia.