Menu
Busca segunda, 08 de março de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
30ºmax
20ºmin
Notícias

Boi gordo: Margem da indústria dispara e está em 35,0%

26 maio 2017 - 00h00Por Scot Consultoria

Embora ainda pressionado e “digerindo” os acontecimentos recentes, o mercado não sofre mais mesma a pressão de baixa dos primeiros dias desta semana. Há inclusive praças onde os compradoes fazem negócios por R$ 1,00/@ acima e outras onde as grandes indústrias, que gralmente trabalham com escalas mais confortáveis, é que sustentam o mercado.

É claro que as programações de abate irão terminar estes cinco dias úteis mais dilatadas, mas o impacto dessa compra facilitada esta semana, muito em função da resistência dos pecuaristas em entregar para o frigorífico JBS mediante pagamentos a prazo, já foi mais intenso.

O que melhorou, e muito em função disso, foram as margens das indústrias.

A diferença entre a receita da indústria que faz a desossa e os preços pago pela arroba do boi gordo está em um dos maiores patamares já registrados, 35,0%. A média histórica fica próxima de 22,0%.

Mas o pecuarista não pode tirar o olho do mercado. Certamente ainda nem tudo está precificado.