Menu
Busca quinta, 01 de outubro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
41ºmax
24ºmin
Notícias

Argentina só exportou 46% da cota Hilton de 2009/10

03 agosto 2010 - 00h00Por BeefPoint.

As exportações de cortes da cota Hilton da Argentina durante o ciclo comercial de 2009/10 (julho de 2009 a junho de 2010) foram de apenas 12.865 toneladas, volume que representa 46% da cota de 28.000 toneladas anuais concedida pela União Europeia (UE) ao país.

Segundo dados do Serviço Nacional de Sanidade e Qualidade Agroalimentar (Senasa), nos últimos dois meses de 2009/10 (maio e junho), foram exportadas 2.564 e 2.235 toneladas de cortes Hilton. No entanto, esse bom ritmo de embarques não conseguiu compensar os desajustes gerados pelo atraso excessivo de nove meses e meio na distribuição da cota de 2009/10 (entre julho e outubro de 2009 não foi exportado nenhum volume de cortes Hilton).

Os dados oficiais de exportações de cortes frescos bovinos não Hilton também não foram muito animadores, sendo, em junho, de 7.989 toneladas contra 31.914 toneladas no mesmo mês de 2009 (-75%). No primeiro semestre de 2010, as exportações de cortes frescos alcançaram um volume de 73.421 toneladas, 49% a menos que de janeiro a junho de 2009.

Após restringir as exportações em março passado, durante o mês de maio, o secretário de Comércio Interior, Guillermo Moreno, comprometeu-se a liberar uma cota exportável de cortes frescos bovinos por um mínimo de 20.000 toneladas mensais. Porém, os dados oficiais mostram que isso não foi cumprido.

No entanto, as exportações de miúdos no primeiro semestre de 2010 foram de 57.797 toneladas (-23% que no mesmo período de 2009), enquanto os embarques de produtos de carnes processadas foram de 13.598 toneladas (-18%).