Menu
Busca sexta, 25 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
36ºmax
22ºmin
Pecuária

Relacionamento com pecuarista precisa avançar mais, diz JBS

25 junho 2013 - 18h32Por Estadão Conteúdo

O diretor de Relacionamento com Pecuarista da JBS, Eduardo Krisztan Pedroso, afirmou nesta quinta-feira (20/6), na Feicorte, que está sentindo uma melhora no relacionamento do pecuarista com a indústria, pelos esforços dos dois elos da cadeia, mas ainda há muito trabalho a fazer. "Estou otimista. O produtor precisa entender que somos um canal de venda do produto deles", declarou. A conturbada relação entre indústria e produtor sempre existiu, mas ganhou força após a crise de 2009, quando diversos frigoríficos fecharam ou foram comprados por grupos maiores.

No ano passado, na própria Feicorte, a discussão se intensificou e surgiu a ideia de se criar uma agenda positiva, incluindo também o varejo. Na quarta-feira (19/6), na reunião da Câmara Setorial de Carne Bovina, ligada à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, realizada na Feicorte, o diretor de Relações Institucionais da Federação da Agricultura e Pecuária do Mato Grosso do Sul (Famasul), Rogério Baretta, informou que o governo do Estado quer iniciar, até o fim do ano, um projeto-piloto de um sistema único de pesagem de carcaça de carne bovina. O desenvolvimento do projeto é decorrente da agenda positiva e o projeto-piloto vai ser adotado na unidade da empresa em Campo Grande (MS). "Temos também um projeto com a Associação dos Criadores do Mato Grosso (Acrimat) no qual técnicos acompanham o processo da saída do animal da fazenda até o abate no frigorífico para entender a relação dos rendimentos da carcaça.

E estamos inserindo protocolos de qualidade de tipificação da carcaça em unidades do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás", informou o executivo. Questionado sobre o motivo de centralizar as ações nos três Estados (GO, MT e MS), Pedroso justificou que são as maiores praças pecuárias do país. "Vamos trabalhar na validação da metodologias, funcionamentos e dinâmicas dos projetos. Mas o objetivo é cada vez mais estreitar essa relação entre pecuarista e indústria com a maior transparência e em todo o país", concluiu.