Menu
Busca quarta, 28 de outubro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
28ºmax
21ºmin
Pecuária

Em São Paulo, pecuaristas se negam a baixar o preço da arroba

01 fevereiro 2010 - 00h00Por Scot Consultoria.

O mercado se mostra lento em todo o país. Além do pequeno volume de negócios registrados no fim da semana passada –o que é típico dos fins de semana-, o pecuarista ainda se mantém relutante em entregar o gado mediante os preços atuais. 

Sendo assim, em São Paulo as escalas continuam curtas, atendendo 4 dias, em média. Há um cenário mais positivo no que diz respeito à demanda, com tendência de aumento no consumo interno e boas vendas para os clientes internacionais no curto-prazo. Além disso, o início de fevereiro também traz boas expectativas para o preço pago pela arroba.

Mesmo com um mercado firme, os frigoríficos resistem fortemente em subir o preço de balcão, que veria entre R$ 72,00 e R$ 76,00 a arroba, sempre a prazo e livre do funrural, mas a tendência é que o mercado reaja nos próximos dias.

Uma das justificativas, além do consumo de carne lento, é que como as chuvas continuam atrapalhando os embarques nas principais praças vizinhas, que ajudam a abastecer os abates de SP, há uma preocupação em relação à concentração de venda que poderá ocorrer quando as chuvas derem tréguas.