Menu
Busca segunda, 28 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
34ºmax
24ºmin
Notícias

Servidores da Iagro começam ‘Operação Padrão’

16 novembro 2011 - 13h00
Servidores da Iagro começam ‘Operação Padrão’

Os servidores da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) iniciam na próxima quinta-feira (17), a “Operação Padrão”, que começou a ser organizada e foi deliberada durante Assembleia Geral Extraordinária, realizada no último dia 21 de outubro. O movimento serve como um caminho para a ‘classe obter respostas do governador André Puccinelli sobre a promessa do Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS) dos servidores’.

“Nesta quarta-feira (16) vamos mobilizar primeiramente os nossos servidores e também os produtores para que ninguém seja pego de surpresa”, informou Glaucy da Conceição Ortiz, a presidente do Sindicato dos Fiscais Estaduais Agropecuários de Mato Grosso do Sul (SIFEMS).

De acordo com Glaucy, as ‘atividades estarão sendo desenvolvidas de maneira sistemática, dentro dos rigores da Lei’. Mas poderá haver uma certa demora, por exemplo, para o produtor que precisa negociar o gado ou obter a certificação de sanidade animal. “Vai levar mais tempo para o produtor operar as atividades como a GTA (Guia de Trânsito Animal), tanto para encaminhar pra venda tanto para eventos, como os leilões”.

Ainda segundo o Sindicato, os representantes vão cobrar a ‘valorização dos servidores da IAGRO e melhores condições de trabalho’, como nas ações de fronteira do Estado. “Também já temos agendado reunião com a Comissão de Agricultura da Assembleia para que este pleito ocorra ainda neste ano de 2011”, revelou a presidente do SIFEMS.

Os servidores encaminharam ao Midiamax a ‘carta’ que já foi enviada ao Governador André Puccinelli, a qual resume a insatisfação dos trabalhadores. Na mesma mensagem, os representantes do Sindicato enviaram ainda cópia do ‘panfleto’ que será distribuído aos produtores rurais de Mato Grosso do Sul, explicando os principais motivos que originaram a “Operação Padrão” na IAGRO.

Principais pontos da reivindicação

“Exigimos salário digno para nossa classe; regulamentações, como nos horários (muitos técnicos começam a atender os frigoríficos às 4h da manhã); estrutura (como exemplo, melhores automóveis); condições de trabalho mais seguras, especialmente nas regiões de fronteira”. Essas são algumas das reivindicações enumeradas por Glaucy.

Operação Padrão

Por que esse nome? “Porque na verdade esta é uma denominação comum que damos para as ações quando atuamos e observamos as exigências da Lei, como no nosso caso, sobre a Vigilância Sanitária”, explicou Glaucy.

A manifestação serve para chamar a atenção dos próprios fiscais e servidores da Iagro, em geral, e da sociedade também. “As nossas solicitações são antigas. Já negociamos muitas vezes, mas ainda não fomos atendidos pelo governo do Estado”, reforçou a presidente do Sindicato.

Carta aberta ao Governador

Em primeira mão, o Midiamax mostra alguns trechos da ‘carta aberta’ encaminhada ao Governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli:

“O ano de 2009 foi totalmente improdutivo, e o projeto ficou estagnado na Governadoria, na responsabilidade de assessor de gabinete da governadoria, sob a alegação que seria necessário um adequado embasamento jurídico para prosseguimento do Plano. Apenas em abril de 2010, uma expectativa concreta foi apresentada, em reunião da comissão de servidores da IAGRO com Vossa Excelência, quando foi determinado que a Procuradoria Geral do Estado assumisse o estudo, pois Vossa Excelência estaria se comprometendo, naquele momento, em resolver a discrepância salarial existente na IAGRO”.

“De lá para cá, pouco progresso alcançamos. Foram três reuniões e muitos pedidos de prazos por parte dos procuradores. Continuamos esperando por uma minuta que não se conclui e por uma tabela de valores que não pode ser trabalhada, pois a SEGRH não se empenha em apresentar os cálculos que subsidiarão os procuradores em prosseguir com trâmite do PCCS”.

“Senhor Governador, é de nosso conhecimento que Vossa Excelência honra e cumpre com suas promessas. Ocorre que já se passaram até a presente data, mil e cinqüenta e dois dias (1052), desde o protocolo da proposta; e a cada dia aumentam as expectativas que, aliás, começam a se frustrar gerando descontentamentos e aumentando a incredulidade na solução salarial para esses profissionais”.

(Leia abaixo, na íntegra, a ‘carta aberta’ ao Governador.

Servidores da Iagro em MS

Segundo os cálculos da presidente do SIFEMS, em Mato Grosso do Sul são aproximadamente 800 servidores que atuam na Iagro. Somente em Campo Grande, são cerca de 250 funcionários, distribuídos em quatro localidades.

Os servidores buscam apoio em meio à classe produtora e pretende sensibilizar diretamente o poder público. - Seria um tipo de greve, então? “Não tratamos como uma greve. Faremos as atividades que nos cabem, mas vamos exigir prazos e rigor no cumprimento do que ficou acordo conosco. A promessa, lembrando, foi feita em abril deste ano, em audiência com os servidores, mas até hoje, nada”.

Os técnicos de nível superior, por exemplo, recebem hoje menos de R$ 2.800.00, o que, segundo Glaucy, é considerado ‘abaixo da realidade pela categoria’.

Inspecionar toda a carne e laticínios produzidos no Estado; auditar e validar os sistemas de produção animal para o comércio exterior; gerenciar e cuidar da saúde de rebanhos bovino, suíno e avícola, entre outros pontos, são atribuições dos servidores da Iagro.