Menu
Busca quinta, 29 de outubro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
24ºmax
19ºmin
Notícias

Produtores insatisfeitos com o preço do boi gordo

04 dezembro 2009 - 00h00Por Capital News

A expectativa era boa, mas o final do ano chegou e nada de o mercado reagir. A arroba do boi não atingiu o valor esperado pelos criadores. O criador Jorge Tupirajá é produtor rural há mais de 30 anos. Ele negociou o último lote de animais em outubro. Recebeu R$ 73 pela arroba e não ficou satisfeito.
Cada vez mais o produtor precisa investir em tecnologia para melhorar a qualidade do rebanho. Mas na hora de vender os animais, a realidade é outra. Para muitos, o valor da arroba já não compensa nem os custos de produção. Por isso, tem produtor segurando boi no pasto para não ter prejuízo.

Foi o que fez seu Jorge. Ele vai mandar gado para o abate só no ano que vem. "Eu optei por encerrar um pouco mais cedo porque eu vi que a arroba do boi já vinha ficando um pouco mais defasada. O valor já não estava remunerando, já não estava pagando os custos. Se eu deixasse mais tempo no confinamento, esses custos aumentariam e arroba baixando. É complicado. Não da para fechar essa matemática", calculou.

O preço da arroba do boi variou muito durante o ano. Em Mato Grosso do Sul, começou o ano valendo R$ 78. Chegou a R$ 70 em março. Passou boa parte do ano oscilando na casa dos R$ 70 e fechou novembro em R$ 68.

Segundo Francisco Maia, presidente da Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul, a queda do dólar e a concentração dos frigoríficos são os principais fatores para a queda. "Quando se tinha o dólar a US$ 2,30, a arroba era exportada a US$ 20 e a remuneração era bem maior. Hoje, com o dólar a US$ 1,70, há uma defasagem de 30%, o que pressiona para baixo a nossa remuneração", explicou.

Para o analista de mercado Júlio Brissac, o clima é outro fator que tem influenciado na queda dos preços. "Nessa entressafra de 2009 nós tivemos um fator chuvas modificando extremamente o cenário do mercado. Com isso, começou a chegar o gado nos últimos 60 dias que não estava previsto no mercado. Por isso, houve essa segurada nos preços do boi gordo. Mas essa é uma limitação que aconteceu por uma questão atípica de mercado. Se não fosse essa operação, nós teríamos um preço em elevação".