Menu
Busca quarta, 02 de dezembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
33ºmax
23ºmin
Notícias

Presidente da ABCZ critica cobrança do Funrural e quer falar com Lula

27 novembro 2009 - 00h00Por ABCZ, por Laura Pimenta

Um presente de Natal às avessas. É assim que o presidente da ABCZ, José Olavo Borges Mendes, entende a decisão do Governo Federal de revogar o parágrafo quarto da Medida Provisória 447, que garantia a isenção do imposto sobre operações entre pessoas físicas que tratasse de cria, recria e engorda de gado. A alíquota é de 2,3%.


José Olavo avalia que a decisão caminha na contramão de todas as ações do governo para proteger a economia brasileira dos reflexos da crise econômica mundial.

"Recentemente, o Governo Federal passou a isentar o cidadão de uma série de impostos sobre produtos como eletrodomésticos, carros, materiais de construção. Justamente agora, que o preço do boi está baixando, o pecuarista é surpreendido com uma cobrança que nunca existiu. É mais uma pedrada no agronegócio", declarou o presidente da ABCZ.


No entanto, a entidade, que representa 18 mil pecuaristas, não aceitará passivamente a decisão. Em um primeiro momento, será realizada uma ação política.

"Estamos solicitando uma reunião com o presidente Lula para discutirmos o assunto. Também iniciaremos uma ação institucional, juntamente com outras entidades do setor, para garantirmos a isenção deste imposto novamente", afirma José Olavo.