Menu
Busca sexta, 25 de junho de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
30ºmax
19ºmin
Pecuária Leiteira

Premiado, Programa de pesquisa que favorece o leite em MS completa 17 anos

04 junho 2021 - 15h03Por Divulgação
Premiado, Programa de pesquisa que favorece o leite em MS completa 17 anos

O Programa de Capacitação Técnica Aplicada à Pecuária Leiteira, conhecido como Programa Rio de Leite, é uma das principais ações de extensão da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), e em 2021 completa seus 17 anos. Com foco na formação e treinamento de acadêmicos dos cursos de agrárias e biológicas, a iniciativa busca desenvolver um perfil profissional que se destaque na assistência técnica a produtores de leite de origem familiar, especialmente em assentamentos rurais.

Segundo o professor Marcus Vinícius, coordenador do Programa Rio de Leite, os resultados obtidos nesses 17 anos foram benéficos e cumpriram com o objetivo de capacitar. “Formamos mais de 100 profissionais, com perfil técnico, para atuarem na cadeia produtiva do leite, em Mato Grosso do Sul. Parte dos alunos egressos, optaram pela pós-graduação em pecuária leiteira, e outros estão atuando diretamente como extensionistas, como profissionais liberais ou em órgãos governamentais de assistência técnica, como a Agraer e Senar/MS”, ressalta.

O coordenador ainda destaca que o programa resultou na publicação de diversos artigos científicos. “Centenas de produtores também foram capacitados por meio de palestras, workshops, dias de campo e cursos ministrados pelos professores envolvidos. Em termos de produção de conhecimento científico podemos citar a publicação de 4 Livros, 2 boletins técnicos, 35 monografias e 185 resumos/artigos científicos”.

Ainda segundo o professor Marcus Vinícius, o sucesso do Rio de Leite ocorre em função da grande experiência e do alto grau de especialização dos professores que coordenam o Programa, bem como da infraestrutura existente no Campo Demonstrativo de Produção Zootécnica em Bovinocultura de Leite, inserido no campus da UEMS em Aquidauana. Neste local, de 75 hectares, os alunos ainda têm a oportunidade de aprender, na prática, todos os manejos relativos à atividade pecuária de leite.

O programa é coordenado por uma equipe de professores, com caráter multidisciplinar, do Curso de Zootecnia da UEMS, localizado na Unidade Universitária de Aquidauana e conta com apoio da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Premiações

O reconhecimento da metodologia de trabalho do Rio de Leite ocorreu inicialmente com a obtenção do 1º lugar na categoria “Tecnologia e Produção” do prêmio Cidadania Sem Fronteiras (2009), do Instituto da Cidadania Brasil, em parceria com o Ministério da Ciência e Tecnologia e a Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social.

Em 2010, veio a Moção de Louvor concedida pela Prefeitura Municipal de Aquidauana, ato que se repetiu em 2012. No ano seguinte, o Rio de Leite foi um dos premiados no IX Prêmio Sul-Mato-Grossense de Gestão Pública, concedido pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul.

Em 2015, a Câmara Municipal de Aquidauana concedeu o título de Cidadão Aquidauanense ao professor Marcus Vinícius, pelos serviços prestados junto aos produtores de leite da cidade. Em maio de 2019 a Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso do Sul, em comemoração à Semana Sul-Mato-Grossense do Leite, concedeu o Diploma de Honra ao Mérito ao Programa, em reconhecimento a sua dedicação e relevantes serviços prestados ao trabalho na promoção de ações de mobilização e conscientização da importância do leite, do fortalecimento da classe produtora e no respectivo crescimento e desenvolvimento econômico da pecuária leiteira no Estado.

Além das prefeituras e das universidades, o programa recebe apoio de entidades como Agraer, Sebrae/MS, Senar/MS e Semagro.

Leia Também

STF deve julgar ação de demarcação de terras indígenas no dia 30
Repercussão geral
STF deve julgar ação de demarcação de terras indígenas no dia 30
Fim dos Conflitos
Câmara aprova projeto que regulamenta demarcação de terras indígenas
Aprovado o mérito na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, o substitutivo ao PL 490/2007 aguarda análise dos destaques para seguir ao Plenário
Notícias
Cai diferença entre valor da arroba e carne no atacado
Com mercado do boi gordo em banho-maria, estabilidade nos preços da arroba é mantida
Análise
Com mercado do boi gordo em banho-maria, estabilidade nos preços da arroba é mantida