Menu
Busca quinta, 25 de abril de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
30º
Fechamento de mercado

Preços da soja sobem no Brasil mesmo com volatilidade de Chicago

Contratos do grão com entrega em janeiro fecharam com alta de 6,25 centavos, a US$ 14,36 por bushel

24 novembro 2022 - 09h28Por Canal Rural

Apesar da volatilidade registrada em Chicago e da baixa do dólar, os preços da soja subiram no Brasil nesta quarta-feira (23). Ainda assim, o mercado teve um dia de poucos negócios. O produtor segue concentrado no plantio da safra 2022/23.

Confira as cotações no mercado disponível da soja

• Passo Fundo (RS): a saca de 60 quilos subiu de R$ 181,00 para R$ 182,00
• Região das Missões: a cotação valorizou de R$ 180,00 para R$ 181,00
• Porto de Rio Grande: o preço avançou de R$ 187,00 para R$ 188,00
• Cascavel (PR): o preço cresceu de R$ 179,00 para R$ 180,00
• Porto de Paranaguá (PR): a saca passou de R$ 186,00 para R$ 187,00
• Rondonópolis (MT): a saca seguiu em R$ 167,00
• Dourados (MS): a cotação subiu de R$ 173,00 para R$ 175,00
• Rio Verde (GO): a saca subiu de R$ 167,00 para R$ 170,00

Soja em Chicago
Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a quarta-feira com preços mais altos. Em dia de muita volatilidade, movimentos técnicos e posicionamento de carteiras frente ao feriado de quinta nos Estados Unidos – Ação de Graças – determinaram a alta.

Durante boa parte do dia, o mercado foi pressionado pela queda do petróleo, que se aproximou de 5%. O cenário fundamental segue sendo negativo, principalmente por conta do bom desenvolvimento das lavouras no Brasil, encaminhando uma produção recorde.

A venda de 110 mil toneladas de produto americano para a China por parte de exportadores privados ajudou na alta.

Contratos futuros
Os contratos da soja em grão com entrega em janeiro fecharam com alta de 6,25 centavos ou 0,43% a US$ 14,36 por bushel. A posição março teve cotação de US$ 14,42 por bushel, com ganho de 5,50 centavos de dólar ou 0,38%.

Nos subprodutos, a posição dezembro do farelo fechou com baixa de US$ 1,10 ou 1,1% a US$ 409,70 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em dezembro fecharam a 74,91 centavos de dólar, com ganho de 1,07 centavo ou 1,44%.

Câmbio
O dólar comercial encerrou a sessão com baixa de 0,18%, sendo negociado a R$ 5,3690 para venda e a R$ 5,3670 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 5,3440 e a máxima de R$ 5,4120.