Menu
Busca segunda, 25 de outubro de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
27ºmax
20ºmin
Notícias

Nova geração de cana poderá produzir 50% mais

09 outubro 2009 - 00h00Por AGROLINK

Duas novas variedades de cana-de-açúcar, com maior produtividade e mais resistência, foram lançadas na quarta-feira (07) em Ribeirão Preto durante um evento do Centro de Tecnologia Canavieira (CTC). Por meio de estudos e do lançamento de novas gerações de cana, o órgão busca aumentar em até 50% a produtividade das lavouras nos próximos 15 anos.

As variedades CTC19 e CTC20 fazem parte da quinta geração do centro de pesquisas e possuem alto padrão em relação ao teor de açúcar e a produtividade. De acordo com o diretor superintendente do CTC, Nilson Zaramella Boeta, os novos tipos de cana também são mais resistentes às principais doenças que atacam as lavouras, como a ferrugem e a escaldadura. "Além de se adaptarem melhor ao método de colheita mecanizada de cana crua", disse o diretor.

Segundo Boeta, o objetivo do centro, que possuiu unidades regionais em pontos estratégicos da produção sucroalcooleira, é evoluir ainda mais as qualidades de cana. "Os estudos visam gerar mais produtividade para o setor e mais lucros. Temos pesquisas em várias áreas da biotecnologia, como a cana transgênica, a primeira resistente a broca e essas com maior teor de sacarose (açúcar)", disse.

Os lançamentos do centro estão disponíveis para todo o setor. Hoje, as empresas associadas ao CTC respondem por 60% da cana moída no País —180 usinas e 12 mil fornecedores.

E de acordo com Tadeu Andrade, diretor de pesquisa e desenvolvimento do órgão, um novo diferencial tecnológico foi criado para os associados. É a ferramenta que recomenda qual variedade de cana cultivar. "É um recurso poderoso que se baseia em análises do tipo de clima e solo predominantes em cada uma de nossas associadas", disse Andrade.

Para o representante regional da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), Sérgio Prado, a pesquisa e as inovações tecnológicas são fundamentais para o setor. "O conceito de que produção se aumenta com expansão já não é mais correto. Temos de produzir mais e menos área. É preciso se desenvolver para atender a demanda crescente por produtos", disse.

Crescimento é acelerado

As quatro variações de variedades já lançadas pelo CTC, entre 2005 e 2008, tiveram crescimento acelerado de área nas unidades produtoras associadas ao centro. A produtividade agrícola e industrial média obtida na safra 2008/09 foi de 86,7 toneladas de cana por hectare, e o centro estima que o crescimento de suas novas variedades seja de 210% em relação à safra anterior. Além de sua ampliação, o CTC anunciou, neste ano, duas parcerias significativas para o desenvolvimento da pesquisa de cana geneticamente modificada. Com a empresa Dow foi feita uma parceria para o desenvolvimento de variedades resistentes à broca, e com a Basf, são feitas pesquisas para cana resistente à seca. "As parcerias para o desenvolvimentos de pesquisas também é essencial, além do trabalho que já realizamos", disse Nilson Zaramella Boeta, do CTC. O evento realizado ontem em Ribeirão, para o lançamento das variedades CTC19 e CTC20, foi o primeiro de uma série que será realizada em sete polos produtores de cana, até novembro.