Menu
Busca quinta, 06 de agosto de 2020
Busca
(67) 99826-0686
São Paulo
39ºmax
24ºmin
Notícias

MS vai receber R$ 4,8 milhões para vigilância sanitária

08 outubro 2009 - 20h56Por Com informações da assessoria de Seprotur

O Ministério do Planejamento vai liberar ainda nesta semana R$ 4,8 milhões para ações de vigilância sanitária em Mato Grosso do Sul, considerada área de risco pelas autoridades sanitárias do país por fazer fronteira com Paraguai e Bolívia.

A informação é da secretária de Produção do Estado (Seprotur), Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias. A secretária esteve ontem (7) pela manhã com o secretário-executivo do Ministério do Planejamento, João Bernardo de Azevedo Bringel, acompanhada do deputado federal Waldemir Moka (PMDB) e de outros parlamentares da bancada do agronegócio da Câmara dos Deputados.

A secretária atribui a Moka a articulação que resultou no compromisso firmado pelo governo de que serão liberados de imediato R$ 30 milhões para a defesa animal em todo o país, dos quais R$ 4,8 milhões para Mato Grosso do Sul. "Recebemos a garantia de que o dinheiro estará disponível ainda nesta semana, o que nos traz alívio muito grande, uma vez que a verba estava bloqueada e sem prazo para liberação", reforçou.

O acordo começou a ser costurado na terça-feira (6) em Brasília com o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, que participou de encontro do Conselho Nacional dos Secretários de Agricultura dos Estados (Conseagri), presidido por Tereza Cristina.

O evento discutiu o plano de ação de defesa agropecuária para 2010 e a necessidade de o governo acabar com o contingenciamento de recursos para essa área, considerada vital para manter intacta a confiança internacional nos produtos animais brasileiros.

Segundo Moka, estão previstos para 2009 a aplicação de R$ 280 milhões em vigilância sanitária em todo o país. Até agora foram liberados R$ 150 milhões, que, somados aos R$ 30 milhões prometidos para esta quinta-feira, elevará o volume liberado para R$ 180 milhões. O pagamento dos R$ 90 milhões restantes, segundo a secretária, será acertado depois que o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, retornar do exterior.

Tereza Cristina informa que está prevista para este mês a visita de três missões estrangeiras a Mato Grosso do Sul. Representantes dos Estados Unidos, China e Chile vão vistoriar as condições dos frigoríficos e checar as ações de vigilância desenvolvidas pelo Estado para garantir a saúde dos animais criados próximos à fronteira.

"Temos de estar atentos e não baixar a guarda jamais para evitar que se repitam os problemas que levaram nossa carne a ficar alijada do comércio internacional por alguns anos", disse a secretária.