Menu
Busca domingo, 25 de outubro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
32ºmax
21ºmin
Notícias

Ministério identifica fraude em certificado de exportação para UE

01 março 2010 - 00h00Por Valor Econômico, por Alda do Amaral Rocha.

Em uma auditoria de rotina, há cerca de dois meses, o Ministério da Agricultura identificou que a Arantes Alimentos adulterou certificado sanitário para exportação de carne bovina à União Europeia. Após a descoberta, o frigorífico foi desabilitado para exportar ao bloco e cargas de carne que estavam a caminho dos mercados compradores tiveram de retornar. A UE foi informada sobre o problema pelo ministério brasileiro. Procurada, na sexta-feira, a Arantes Alimentos não retornou as ligações da reportagem.

Em decorrência do episódio, o Ministério da Agricultura decidiu fazer auditoria nos documentos de exportação de todas as empresas brasileiras que vendem para a União Europeia. De acordo com fontes do setor, o ministério não encontrou fraudes nos certificados dessas outras empresas.

A descoberta de adulteração nos certificados de exportação ocorre num momento delicado para o Brasil, já que a União Europeia enviará este mês uma missão técnica ao país para avaliar o sistema de defesa animal, que inclui a rastreabiliadade do gado. Atualmente apenas um número restrito de fazendas do país com animais certificados e rastreados pode fornecer bovinos para abate nos frigoríficos e exportação para o mercado europeu.

Para evitar qualquer medida dos europeus, o governo vai argumentar que só foi possível descobrir a fraude no certificado porque o sistema de auditoria é confiável.

Uma fonte do setor avalia que o episódio não deve prejudicar o Brasil ante a União Europeia. A razão, diz, é que a falsificação do certificado foi um caso isolado. Além disso, a fiscalização funcionou e o governo agiu rápido para evitar novas fraudes, afirma.