Menu
Busca sábado, 15 de junho de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
30º
BOI GORDO

Mercado pecuário abre a semana com preços estáveis

No interior do Estado de São Paulo, o macho terminado é negociado por R$ 290,00 a arroba

13 setembro 2022 - 07h38Por DBO Rural

Como de costume para o primeiro dia da semana, nesta segunda-feira, 12 de setembro, os frigoríficos brasileiros ficaram ausentes do mercado do boi gordo, informam as consultorias que acompanham diariamente o setor pecuário. Ao mesmo tempo, diante da contínua pressão baixista empregada pelos compradores, muitos pecuaristas já atuam de forma mais contida na oferta de seus animais gordos.

Com essa queda de braço entre frigoríficos e produtores, os preços do boi gordo ficaram estáveis na maioria absoluta das praças brasileiras. Segundo dados apurados pela Scot Consultoria, nesta segunda-feira, nas praças paulistas, os preços do boi gordo e da novilha gorda não sofreram alteração, ficando em R$ 290/@ e R$ 282/@ (valor bruto e a prazo).

Por sua vez, a cotação da vaca gorda subiu R$ 2/@ em São Paulo, para R$ 270/@ (bruto, no prazo), acrescenta a Scot. A referência do boi-China está em R$ 300/@ (base SP), preço bruto e a prazo. Na avaliação da IHS Markit, o mercado segue aberto e sem muitos sinais claros de como se dará a dinâmica de negócios a partir da segunda etapa do mês.

“Os volumes de ofertas provindas de contratos de boi a termo e animais de parceria entre as indústrias e grandes confinamentos começam a dar sinais de redução”, observa a IHS. Em contrapartida, neste mês, diz a consultoria, começam a chegar ao mercado os primeiros lotes de animais provindos do segundo giro de confinamento. Segundo a consultoria, atualmente, as escalas de abate das indústrias brasileiras atendem de 5 a 7 dias.