Menu
Busca quinta, 25 de fevereiro de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
34ºmax
22ºmin
Notícias

Mauricio Saito é reeleito presidente da Famasul para o triênio 2018/2021

18 junho 2018 - 22h17Por Famasul

Com 81,25% dos votos válidos, Mauricio Saito foi reeleito para a Presidência do triênio 2018/2021 da Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul - no sábado (16), em Campo Grande. A eleição foi na sede da Casa Rural, onde os delegados dos sindicatos rurais do Estado registraram o voto para a nova gestão, que foi disputada entre os candidatos Mauricio Saito e Terezinha Cândido.

De acordo com o presidente, dentre as propostas da chapa eleita, estão o fortalecimento das relações institucionais e a garantia da sustentabilidade do produtor rural por meio da representatividade. “A finalidade da nossa nova gestão é manter a importância da Famasul frente ao agronegócio sul-mato-grossense. Para atingirmos isso, reforçaremos as ações da Federação nas três dimensões que uma representação de classe comprometida e responsável preconiza, que são: representação institucional, melhoria do ambiente produtivo e desenvolvimento e capacitação do produtor rural”, afirmou Saito.
 
A nova diretoria terá como vice-presidente Luis Alberto Moraes Novaes, como diretor-secretário Frederico Stella e como diretor-tesoureiro Marcelo Bertoni. Mauricio Saito é graduado em Medicina Veterinária pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) e pós-graduado em Administração de Empresas Agrárias pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB).
 
Ele tem ainda MBA em Gestão Empresarial pela Escola de Pós-Graduação em Economia (EPGE), da Fundação Getúlio Vargas. Produtor rural desde 1996, com atividades em Mato Grosso do Sul, é conselheiro da Fundação MS e foi aluno da primeira turma do curso Líder MS, promovido pela Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), em 2003. 
 
Foi presidente do Sindicato Rural de Itaporã por duas gestões – de 2002 a 2005 e de 2008 a 2011 –, foi presidente da Cooperativa Agrícola Mista Serra de Maracaju (Coopsema), de 2008 a 2010, e presidiu a Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul (Aprosoja/MS) de janeiro de 2014 a agosto de 2015.
 
Eleito presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), assumiu a gestão da entidade em agosto de 2015. Entre 2016 e 2017 foi, também, conselheiro do Condel/Sudeco (Conselho Deliberativo de Desenvolvimento do Centro-Oeste), autarquia que gerencia o Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) e o Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FDCO). No cargo, representou o setor produtivo e empresarial do Centro-Oeste do Comércio, Indústria e Agropecuária.
 
A Federação congrega 69 sindicatos rurais, atua na representação dos produtores rurais, no desenvolvimento sustentável do agronegócio e no fortalecimento das relações institucionais, sendo protagonista de momentos relevantes na economia, política e história de Mato Grosso do Sul e do Brasil. É uma entidade com personalidade jurídica própria, de direito privado interno, sem fins lucrativos e uma das 27 instituições sindicais de grau superior que integra a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).
 
Criada a partir do nascimento do estado de MS, registro marcante na geografia e política nacional, a Famasul tem uma trajetória paralela ao crescimento do agronegócio no país. Com uma história de 40 anos e 9 presidentes, é uma das três federações, dentre as 27 existentes do país, que permite apenas uma reeleição.