Menu
Busca sexta, 30 de outubro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
24ºmax
18ºmin
Expogrande 2010

Leilão Guzerá da Zoom vende touros a R$ 5 mil e bezerros a R$ 800,00

27 março 2010 - 00h00

Os touros e bezerros comercializados no Leilão Guzerá da Zoom, realizado na noite do dia 20.03 no Tatersal 1 do Parque de Exposições Laucídio Coelho, durante a Expogrande 2010, atingiram preços semelhantes aos de animais da raça nelore, como tinha previsto o promotor do certame Francisco Albuquerque Maia Costa, o Chico Maia, presidente da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul). “O mercado de bovinos está bom, o gado vendido no certame também estava bom e, por isso, alcançamos média de R$ 5 mil pelos touros guzerá e R$ 800,00 pelos bezerros da raça”, disse.
 

Com recinto lotado de pecuaristas e autoridades, entre eles os deputados federais Dagoberto Nogueira Filho e Vander Loubet, o Leilão Guzerá da Zoom foi precedido, pelo segundo ano consecutivo, por uma banda de música que anunciou a entrada dos animais no Tatersal de Elite do Parque Laucídio Coelho. Já com o pregão iniciado, os destaques foram para os lotes de bezerros ofertados pelo pecuarista Rodrigo Fabri, ex-jogador de futebol e que agora é criador de guzerá em Mato Grosso do Sul. “Estou há 10 anos na pecuária e o guzerá trouxe retorno no nosso investimento”, garantiu.
 

Os lotes 62 e 63, compostos por 27 machos guzonel de 8 meses de idade e 26 fêmeas guzonel também de 8 meses de idade, eram do ex-jogador do Real Madri, Grêmio, São Paulo e Flamengo, entre tantos outros grandes clubes de futebol, e foram arrematados pela Estância Caymã e Agropecuária JT, respectivamente, pelos valores de R$ 22,2 mil e R$ 19,5 mil. Ainda no leilão dos lotes de bezerros, um bom preço foi pago pelo de número 60, composto por 30 machos guzonel de 8 meses de idade, que atingiu R$ 840,00 por animal oferecidos também pela Estância Caymã.
 

Já o leilão de touros guzerá um dos lotes que alcançaram bom preço foi o de número 23, composto pelo macho 456 Zoom, que era de propriedade de Chico Maia e foi comprado pela Cabaña São João por R$ 5 mil em 20 parcelas de R$ 250,00. O animal é filho de Abaete S e C. Roseira, tendo 566 quilos e 39 centímetros de perímetro escrotal. Também atingiu um bom preço o lote 14, composto pelo touro 429 Zoom, que tem 602 quilos e 37 centímetros de perímetro escrotal, sendo comprado pela Fazenda Sucuri por R$ 5 mil em 20 parcelas de R$ 250,00.
 

O criador Carlito de Lima Felisberto, que também ofertou touros no leilão, vendeu o macho Desafio TE, filho de Abaete S e Bruma GCR, por R$ 5,4 mil em 20 parcelas de R$ 270,00 para André Arle. “Essa boa média de preço mostra que o guzerá é imbatível quando o assunto é produzir carne. Trata-se de uma raça muito forte de heterose boa e a cada ano ela vai crescer mais no nosso Estado”, previu Chico Maia, reforçando que a genética do guzerá é dirigia para a precocidade. “É um touro completo, pois é rústico e bom para trabalho a campo”, disse.
 

Segundo o presidente da Acrissul, nas últimas dez provas de ganho de peso o guzerá ganhou oito. “Os nossos animais são ótimos em transformar capim em carne de forma eficiente. Quem opta pela nossa raça leva o boi mais cedo para o frigorífico e nós sabemos que na pecuária de corte tempo é dinheiro”, reforçou, analisando que os leilões realizados durante a Expogrande 2010 estão sendo um sucesso. “Essa é a marca da nossa feira agropecuária: prezar pela boa genética”, finalizou.