Menu
Busca sexta, 18 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
36ºmax
21ºmin
Notícias

Ibama e Polícia Federal empreendem ação contra caçadores de onças em MS

09 maio 2011 - 11h28Por Ministério do Meio Ambiente
Ibama e Polícia Federal empreendem ação contra caçadores de onças em MS

Um vídeo sobre matança de onças levou o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e a Polícia Federal a localizar, em uma fazenda no município de Aquidauana, a 150 km da capital do Mato Grosso do Sul, duas cabeças de onças-pintadas, couros de outros animais silvestres e armamentos de uso restrito de órgãos de segurança, entre eles, uma pistola 357, fuzis de caça, espingardas e uma enorme quantidade de munição. Todo o material foi apreendido.

Esse resultado é um desdobramento da operação Jaguar, que, em julho de 2010, desbaratou uma quadrilha de caçadores de onças (estrangeiros e brasileiros) no Pantanal. Agentes do Ibama e da Polícia Federal continuam a investigar o envolvimento de outros fazendeiros do pantanal na matança de onças.

A ação desencadeada nesta semana começou com um vídeo enviado por um denunciante norte-americano após tomar conhecimento da operação Jaguar. Com esse material, agentes do Escritório Regional do Ibama de Corumbá e da Polícia Federal chegaram ao novo alvo.

As duas cabeças de onças-pintadas abatidas encontradas na fazenda estão sendo agora periciadas na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Pantanal. Após a perícia, o Ibama lavrará o auto de infração e multará a proprietária da fazenda. A multa regular para esse tipo de crime ambiental é de R$ 5 mil por animal abatido já que a onça pintada está na lista de animais ameaçados de extinção, mas a penalidade deverá ser dobrada por envolver também o uso comercial para fins de turismo.