Menu
Busca quarta, 22 de maio de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
27º
Diversificação

Frango Vida amplia crescimento da avicultura de MS com repasse de R$ 56 milhões em incentivos

Frango Vida foi criado em 2022, com a meta de atender o setor

13 maio 2024 - 12h14Por José Roberto dos Santos

A excelência da avicultura do Estado que é a 8ª do País em abates com 164 milhões de aves no ano passado, e a 7ª em exportações com mais de US$ 77 milhões movimentados neste ano, é reconhecida pelo Governo do Estado que executa, por meio da Semadesc (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação) políticas de incentivo cada vez mais modernas para o setor.

Somente nos últimos anos, o Frango Vida, programa que incentiva a atividade avícola, pagou R$ 56,5 milhões aos produtores sul-mato-grossenses que investem em modernização dos aviários e sustentabilidade.

As ações foram destacadas no sábado (11) durante o III Fórum Avimasul, o maior encontro da avicultura do Estado. O evento aconteceu durante a 58ª Expoagro e reuniu quase 400 participantes entre profissionais, acadêmicos e entusiastas do setor para discutir os desafios e oportunidades da avicultura sul-mato-grossense.

O secretário-executivo de Desenvolvimento Econômico Sustentável da Semadesc, Rogério Beretta foi um dos palestrantes do Fórum e abordou a Importância do Frango-Vida para a avicultura de MS. Na palestra ele traçou um cenário da avicultura nacional e estadual e mostrou as ações da Semadesc para promover o desenvolvimento e aprimoramento do setor avícola.

Ele falou ainda sobre o Proaves e o Frango Vida que auxiliam no crescimento da atividade por meio de ações que promovam a maior tecnologia, sustentabilidade na avicultura.

Segundo Beretta, o Frango Vida foi criado em 2022, com a meta de atender o setor, modernizando a atividade e dando mais competitividade. Desde então foram mais de R$ 56,5 milhões de incentivos e 131,8 milhões de aves abatidas dentro do subprograma.

“A avicultura é uma prioridade do Governo do Estado e o Frango Vida veio para expandir e modernizar o setor”, assegurou lembrando que para participar o produtor tem que seguir inúmeros critérios. Entre eles estão: atender a legislação ambiental, tributária, sanitária, trabalhista e principalmente associativismo. Em troca o produtor terá incentivos fiscais de até 50% do ICMS: sendo: 32% do ICMS de incentivo com todos os critérios obrigatórios cumpridos, mais 1,5% a cada critério complementar cumprido, totalizando 18%.

Beretta também lembrou do apoio do Governo federal e estadual por meio da oferta de crédito, como linhas específicas do FCO (Fundo Constitucional do Centro-Oeste) Rural. “Neste ano já foram aprovadas 17 cartas-consulta para projetos em avicultura que chegam a quase R$ 129 milhões”, concluiu.