Menu
Busca terça, 23 de abril de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
24º
SAFRA 22/23

Entenda os impactos da produção de grãos na rotina do sul-mato-grossense

Na data em que a safra do grão para o próximo ciclo será lançada, consultora técnica do Sistema Famasul analisa evolução da soja e do milho no estado

19 setembro 2022 - 08h33Por Famasul

A safra da soja 2022/2023 começou na sexta-feira (16) e a consultora técnica do Sistema Famasul, Tamíris Azoia, mostra como a produção de grãos impacta positivamente na vida dos sul-mato-grossenses.“O Valor Bruto de Produção Agropecuária de Mato Grosso do Sul no ano passado foi de R$ 77 bilhões. Desse total, 57% são referentes à produção de soja e milho. E os impactos positivos dessa produção podem ser sentidos de diferentes formas, como na arrecadação de impostos, em que toda sociedade acaba se beneficiando, e na geração de empregos diretos e indiretos. Tudo isso reflete nas nossas vidas, por sermos um estado produtor”, detalhou.

Quando o assunto é referência nacional, Mato Grosso do Sul sempre se destaca no desenvolvimento das cidades produtoras de grãos. “No ano passado, dos 20 maiores Índices de Desenvolvimento Agropecuário Municipal [IDAM], quatro são de Mato Grosso do Sul. Pegando a média estadual, somos o primeiro no ranking. Isso demonstra a importância da atividade agrícola para MS. Os maiores IDHs do estado, tirando o da capital, são de municípios que tem a agricultura como base no seu desenvolvimento econômico”, ressaltou a consultora técnica.

Além dos ganhos de emprego, renda e desenvolvimento, ainda existem os ganhos ambientais que a atividade proporciona, como na recomposição de áreas degradadas e na conservação das áreas de preservação dentro das propriedades. Para manter o produtor rural informado sobre técnicas, mercado e a pujança dos grãos em Mato Grosso do Sul, o Sistema Famasul tem diversas ferramentas e oportunidades.

“A Famasul e Aprosoja MS publicam toda semana um boletim de acompanhamento das safras. Além disso, o Senar/MS tem cerca de 60 cursos no seu portfólio, voltados à produção e capacitação para soja e milho, e ainda o programa de Assistência Técnica e Gerencial Agro Plus. Então é importante que a gente divulgue e difunda essas informações do quão positivo e importante é a atividade no nosso estado, porque a cadeia produtiva de soja e milho transforma e continua transformando muitas vidas”, finalizou.