Menu
Busca domingo, 20 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
27ºmax
19ºmin
Notícias

Campanha publicitária deve melhorar imagem do agronegócio

19 julho 2011 - 11h15Por Canal Rural

Entidades e empresas do agronegócio se unem para melhorar a comunicação do setor com a sociedade. Foi lançado nesta segunda, dia 18, em São Paulo, o movimento de valorização do agronegócio brasileiro, o Sou Agro. O objetivo é ampliar a relação da vida urbana com o campo e promover o debate de temas polêmicos, como o Código Florestal Brasileiro.

Em cada produto consumido na cidade, uma relação com o campo. É assim que o movimento Sou Agro pretende mostrar que a atividade rural está mais próxima da vida urbana do que parece. Estrelada pelos atores Lima Duarte e Giovana Antonelli, a campanha publicitária vai ser feita também no rádio, na mídia impressa e até no cinema.

O movimento parte da ideia de que, em geral, a população urbana não conhece à realidade do campo, e pretende mudar essa imagem. Segundo os responsáveis, a expectativa é atingir inicialmente um público de 70 milhões de pessoas.

Para o presidente do Conselho Superior de Agronegócio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Roberto Rodrigues, este é um sonho antigo.  Ele relata que o setor sabe se comunicar muito bem com ele mesmo, mas que fica para traz na comunicação com a sociedade.

O material também está em uma página na internet. Mas a publicidade é só uma parte. A outra é acadêmica, reunindo especialistas e pesquisadores. Na página, que já tinha sido lançada no início de junho, estão trabalhos sobre temas como o Código Florestal e os investimentos estrangeiros em terras brasileiras.

O movimento já recebeu cerca de R$ 13 milhões. Os recursos são de empresas e entidades do setor. As contribuições são abertas, cada participante colabora com o quanto achar interessante. Foi aberta uma conta bancária especificamente para gerenciar esses recursos.

O coordenador de campanha e portal Sou Agro, Adalgiso Telles, explica que o movimento é inclusivo e que produtores e empresas de todos os portes podem participar.

A campanha publicitária vai ser veiculada durante três meses. Depois disso, os organizadores devem fazer uma nova pesquisa para medir os resultados.