Menu
Busca terça, 23 de abril de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
22º
MAPA NO MUNDO

Brasil e Camboja estreitam laços comerciais e de investimento em missão histórica

Camboja importou mais de US$ 30 milhões em produtos agropecuários do Brasil em 2023

03 abril 2024 - 08h34Por Mapa

Em uma iniciativa histórica que marca um novo capítulo nas relações entre o Brasil e o Camboja, representantes do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), em parceria com o Ministério das Relações Exteriores (MRE) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), estiveram no país asiático na última semana, com foco no fortalecimento de parcerias, novos mercados e investimentos bilaterais.

A missão teve início com o Seminário Empresarial Brasil-Camboja em Phnom Penh, o primeiro do gênero na história das relações entre os dois países, contando com mais de 100 participantes, entre autoridades governamentais e representantes do setor empresarial. O objetivo foi fomentar o intercâmbio de informações e explorar novas oportunidades de cooperação entre as nações. As discussões foram enriquecidas por rodadas de conversas setoriais, ampliando as possibilidades de parcerias estratégicas em diversos segmentos da economia.

Prosseguindo com a agenda, houve ainda uma importante reunião entre a delegação brasileira do Mapa, liderada pelo Secretário de Comércio e Relações Internacionais, Roberto Perosa, e o ministro da Agricultura, Florestas e Pesca do Camboja, Dith Tina. O encontro teve como pauta as negociações para a abertura do mercado cambojano a produtos brasileiros de destaque, tais como carne bovina, produtos lácteos, farinhas de origem animal e pet food, além da implementação de certificação fitossanitária.

A suspensão cambojana da importação de alguns produtos cárneos, uma medida temporária válida até setembro de 2024, também foi tema de discussão, uma vez que pés e asas de frango exportados pelo Brasil são afetados. No ano passado, o Camboja importou mais de US$ 30 milhões em produtos agropecuários do Brasil, sendo mais da metade dessas exportações de carnes.

O Brasil também expressou seu interesse em colaborar para a segurança alimentar no Camboja, propondo soluções que complementem a produção local sem prejudicar os agricultores cambojanos, reforçando a disposição brasileira em ser um parceiro estratégico no desenvolvimento da agropecuária local. Além disso, as partes concordaram em avançar nas negociações para o estabelecimento de um memorando de entendimento voltado à cooperação agrícola.

Além de Perosa, a delegação brasileira contou ainda com a participação de Marcel Moreira, diretor de Promoção Comercial e Investimentos; Dalci de Jesus Bagolin, coordenador-geral de Promoção Comercial; e Ana Carolina Lamy, adida agrícola na Tailândia. Antes de chegar a Phnom Penh, a comitiva visitou a Tailândia e o Vietnã.