Menu
Busca sábado, 23 de outubro de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
30ºmax
20ºmin
Mercado da carne

Boi gordo: queda no preço da arroba

14 setembro 2021 - 10h55Por Scot Consultoria | Portal DBO
Boi gordo: queda no preço da arroba

Em São Paulo, o início desta semana foi calmo, com parte dos frigoríficos fora das compras na última segunda-feira (13/9), aguardando uma definição do mercado. Apesar disso, houve frigoríficos concretizando negócios com preços menores, apesar do baixo volume de compra.

Segundo levantamento da Scot Consultoria, a cotação do boi gordo caiu R$2,00/@ no comparativo diário, e os preços de vaca e novilha gordas ficaram estáveis. Dessa forma, o boi gordo foi negociado em R$308,00/@, preço bruto e a prazo no estado.

No Sul da Bahia, os compradores ofertaram preços menores e também sem negócios concretizados.

Dessa forma, as referências para o boi, vaca e novilha gordos ficaram estáveis no comparativo dia a dia na região, em R$297,00/@, R$290,00/@ e R$294,00/@, respectivamente, preço bruto e a prazo.

No passado recente, quando houve a confirmação de um caso de vaca louca atípico no Brasil (em maio/19, no Mato Grosso), o preço do boi gordo em São Paulo recuou de R$ 153,15/@, no dia 31/05/19, para os R$ 144,85/@, em 07/06/19 – uma retração de 5,42%, relembra a Agrifatto.

“Na ocasião, o valor da arroba demorou cerca de 25 dias para recuperar o mesmo patamar (de R$ 153)”, informa a consultoria.

Nos três primeiros dias úteis de setembro/21, 31,53 mil toneladas da proteína foram destinadas aos portos, resultando em uma média diária de 10,51 mil toneladas, 55% superior à média diária de setembro/20, segundo informa a Agrifatto, com base nos dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

O preço pago pela proteína bovina brasileira no mercado internacional se valorizou 2,46% na última semana, sendo negociada na casa dos US$ 5,81 mil/toneladas.

Com isso, a receita obtida com as vendas externas ficou em US$ 183,51 milhões, resultando em uma média diária de US$ 61,17 milhões, 120% superior aos números finais de setembro/20.

No mercado atacadista, os preços dos principais cortes bovinos, assim como do couro e sebo industrial. permaneceram estáveis nesta segunda-feira.

Segundo a IHS, a demanda dos consumidores por proteína bovina atendeu à expectativa do setor durante o final de semana, mostrando forte recuperação.

Cotações máximas desta segunda-feira, 13 de setembro, segundo dados da IHS Markit:

SP-Noroeste:
boi a R$ 310/@ (prazo)
vaca a R$ 300/@ (prazo)

MS-Dourados:
boi a R$ 308/@ (à vista)
vaca a R$ 300/@ (à vista)

MS-C.Grande:
boi a R$ 310/@ (prazo)
vaca a R$ 302/@ (prazo)

MS-Três Lagoas:
boi a R$ 310/@ (prazo)
vaca a R$ 300/@ (prazo)

MT-Cáceres:
boi a R$ 300/@ (prazo)
vaca a R$ 292/@ (prazo)

MT-Tangará:
boi a R$ 302/@ (prazo)
vaca a R$ 293/@ (prazo)

MT-B. Garças:
boi a R$ 300/@ (prazo)
vaca a R$ 289/@ (prazo)

MT-Cuiabá:
boi a R$ 299/@ (à vista)
vaca a R$ 286/@ (à vista)

MT-Colíder:
boi a R$ 298/@ (à vista)
vaca a R$ 290/@ (à vista)

GO-Goiânia:
boi a R$ 298/@ (prazo)
vaca R$ 290/@ (prazo)

GO-Sul:
boi a R$ 300/@ (prazo)
vaca a R$ 292/@ (prazo)

PR-Maringá:
boi a R$ 300/@ (à vista)
vaca a R$ 290/@ (à vista)

MG-Triângulo:
boi a R$ 308/@ (prazo)
vaca a R$ 300/@ (prazo)

MG-B.H.:
boi a R$ 306/@ (prazo)
vaca a R$ 300/@ (prazo)

BA-F. Santana:
boi a R$ 298/@ (à vista)
vaca a R$ 288/@ (à vista)

RS-Porto Alegre:
boi a R$ 305/@ (à vista)
vaca a R$ 300/@ (à vista)

RS-Fronteira:
boi a R$ 305/@ (à vista)
vaca a R$ 300/@ (à vista)

PA-Marabá:
boi a R$ 295/@ (prazo)
vaca a R$ 288/@ (prazo)

PA-Redenção:
boi a R$ 294/@ (prazo)
vaca a R$ 288/@ (prazo)

PA-Paragominas:
boi a R$ 298/@ (prazo)
vaca a R$ 285/@ (prazo)

TO-Araguaína:
boi a R$ 298/@ (prazo)
vaca a R$ 287/@ (prazo)

TO-Gurupi:
boi a R$ 295/@ (à vista)
vaca a R$ 287/@ (à vista)

RO-Cacoal:
boi a R$ 295/@ (à vista)
vaca a R$ 294/@ (à vista)

RJ-Campos:
boi a R$ 299/@ (prazo)
vaca a R$ 283/@ (prazo)

MA-Açailândia:
boi a R$ 288/@ (à vista)
vaca a R$ 284/@ (à vista)