Menu
Busca sábado, 31 de outubro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
26ºmax
18ºmin
Notícias

Arroba do boi gordo sobe 1,47% em Campo Grande

05 fevereiro 2010 - 00h00Por Jefferson da Luz - Via Livre Comunicação

Finalmente, depois de dois meses estagnada, a arroba do boi gordo começa a subir em Campo Grande (MS). Desde 3 de dezembro de 2009 o boi não passava de R$ 68,00, chegou até a oscilar para baixo, mas a maior parte do tempo foi essa a cotação. A subida não foi brusca, apenas 1,47%, o suficiente para elevar a arroba para R$ 69,00 (à vista livre do Funrural).

A retomada dos preços por aqui começou ontem (04/02), quando a arroba do boi tinha subido R$ 0,50. Hoje conseguiu consolidar R$ 1,00.

A arroba da vaca também sofreu uma apreciação, 1,57%, e está sendo negociada, em média, a R$ 64,50 (à vista livre do Funrural). Há frigoríficos de pequeno porte que chegam a pagar até R$ 65,00 pela vaca, contudo os grandes não pagam mais que R$ 64,00.

Ainda continua sendo praticado um segundo preço no mercado, para gado que se encontra a mais de “uma perna” de distância -ou seja, cerca de 150 quilômetros-, a indústria paga R$ 1,00 a menos por arroba.

Pressão - A subida em Campo Grande é reflexo da pressão que os pecuaristas têm feito sobre a indústria paulista, a qual teve de encurtar as escalas, pois não achava bois para comprar no preço oferecido. O criador segurou o gado, e como resultado os preços subiram. Ontem, em São Paulo, a arroba do boi à vista foi negociada a R$ 77,22, alta de R$ 0,23, a prazo R$ 78,33, valorização de R$ 0,40.

No entanto, essa apreciação não deve se sustentar, pois na BM&FBovespa os contratos para março foram fechados hoje a R$ 75,60.

O que tudo indica é que um preço mais alto só deve ser pago depois do meio do ano, contratos para outubro estão sendo feitos a R$ 80,85, mesmo assim sofrendo uma depreciação de R$ 0,15 com relação aos negócios fechados em janeiro.