Menu
Busca segunda, 20 de setembro de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
38ºmax
26ºmin
Notícias

Após 8 anos livre, Colômbia detecta foco de aftosa

26 junho 2017 - 14h43Por Revista Globo Rural

A Colômbia registrou seu primeiro foco de febre aftosa desde 2009, quando o país foi declarado livre da enfermidade que afeta o gado. O caso pode impactar as exportações de carne daquele país.

A informação foi confirmada em nota divulgada pelo Instituto Colombiano Agropecuário (ICA). A ocorrência do vírus foi no Departamento de Arauca, na fronteira com a Venezuela. A entidade estatal notificou o caso à Organização Mundial de Saúde Animal no sábado (24/6).

“De 136 animais que estão na propriedade, sete apresentaram lesões veiculares que acusaram resultado positivo para febre aftosa tipo ‘0’”, diz a nota. “Veterinários e epidemiologistas foram ao local para determinar a área do foco e realizar uma vigilância ativa”, acrescenta.

O ministro da Agricultura da Colômbia, Aurelio Iragorri, declarou que o foco “está localizado unicamente em Tame”, referindo-se ao município em Arauca onde vivem os animais infectados. Os protocolos de controle da doença incluem o sacrifício dos animais, com enterro em fossa comum.

“O ICA faz um grande chamado aos criadores do país para acatar as medidas para controle e trabalhar de modo articulado para notificar as suspeitas de animais com sintomas da doença”, diz o comunicado.

O primeiro caso de febre aftosa na história da Colômbia foi detectado em 1950. Na época, informa o ICA, foi determinado que o foco era originário da Venezuela.

Leia Também

Decreto revoga limitação de lotação em eventos, mas mantém Regime Especial de Prevenção
Coronavírus
Decreto revoga limitação de lotação em eventos, mas mantém Regime Especial de Prevenção
Mercado Externo
Arábia Saudita retoma importação de frigoríficos de MG após embargo de 10 dias
As compras haviam sido suspensas no dia 6, após a confirmação de um caso atípico do "mal da vaca louca" no Estado
Seca no rio Paraguai segue crítica e chuvas devem ser insuficientes na primavera
Meio Ambiente
Seca no rio Paraguai segue crítica e chuvas devem ser insuficientes na primavera
Expoagro: secretário Riedel e ministro do Turismo visitam feira em Dourados
Feiras & Eventos
Expoagro: secretário Riedel e ministro do Turismo visitam feira em Dourados