Menu
Busca terça, 09 de agosto de 2022
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
21ºmax
17ºmin
Alerta

Acrissul denuncia manipulação de preços por frigorífico

Orientação da entidade é para que pecuaristas não fechem negócios abaixo dos R$ 300 por arroba

09 setembro 2021 - 16h13Por Acrissul | Assessoria de Imprensa
Acrissul denuncia manipulação de preços por frigorífico

O presidente da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul) Jonatan Pereira Barbosa pronunciou-se hoje através das redes sociais para denunciar a pressão dos frigoríficos, aqui no Estado principalmente do JBS, que abriu as compras nesta quinta-feira oferecendo R$ 280,00 pela arroba do boi gordo.

Segundo o ruralista a indústria está querendo se aproveitar de uma situação isolada que é a suspensão das exportações para a China em função dos dois registros de mal da vaca louca atípicos, recentemente confirmados no Mato Grosso e Minas Gerais. 

"Queremos conclamar a classe produtora a não fechar negócios abaixo dos R$ 300,00 por arroba do boi gordo. Não podemos ceder à pressão injusta da indústria que vem agindo com extremo oportunismo para especular o mercado", alerta o presidente da Acrissul.

Pressão não derruba arroba

Nesta semana a arroba do boi gordo continuou com preços firmes nas principais regiões pecuárias, apesar da pressão baixista dos frigoríficos, informam as consultorias que acompanham diariamente o setor pecuário.

Nas praças paulistas, por exemplo, o preço do macho segue valendo R$ 310/@ (preços brutos e a prazo), segundo números da Scot Consultoria. O indicador Cepea aponta arroba do boi gordo para hoje em R$ 312,25.

As cotações da vaca e novilha gordos também seguem estáveis, a R$ 292/@ e R$ 307/@, respectivamente (preços brutos e a prazo).

"Agora o momento é de aguardar e segurar. Não há estoque disponível nos pastos para frigorífico querer ditar regras e a situação com a China é meramente passageira e pontual", finalizou Jonatan Barbosa.