Menu
Busca sexta, 25 de junho de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
30ºmax
19ºmin
Notícias

ABPA: cadeia de aves e suínos está com 120 plantas frigoríficas paradas

25 maio 2018 - 23h56Por Revista Globo Rural

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) alerta para o descumprimento de uma promessa feita pelas lideranças dos caminhoneiros, na quarta-feira (23) de que seria liberado o acesso nas estradas para o tráfego de cargas vivas. Em nota, a entidade informou que há relatos de caminhões carregados com animais, paralisados, por todo o País. Em consequência, 120 plantas frigoríficas da cadeia de aves e suínos estão paradas nesta quinta-feira.

"Também está travada, em vários pontos, a circulação de caminhões de ração, que levariam alimentos para os criadouros espalhados por pequenas propriedades dos polos de produção. A situação nas granjas produtoras é grave, com falta de insumos e risco iminente de desabastecimento para os animais", destacou a associação. Em virtude da ausência de insumos, a ABPA cita a existência de casos de animais com mais de 50 horas sem alimentação.
 
A paralisação dos frigoríficos levou à suspensão das atividades de 175 mil trabalhadores do setor. "A ABPA, portanto, apela ao movimento dos caminhoneiros pelo cumprimento da promessa com a liberação do transporte de animais e rações em todos bloqueios, além da retirada mínima de produtos nas fábricas para a retomada da produção", concluiu a associação.

Leia Também

STF deve julgar ação de demarcação de terras indígenas no dia 30
Repercussão geral
STF deve julgar ação de demarcação de terras indígenas no dia 30
Fim dos Conflitos
Câmara aprova projeto que regulamenta demarcação de terras indígenas
Aprovado o mérito na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, o substitutivo ao PL 490/2007 aguarda análise dos destaques para seguir ao Plenário
Notícias
Cai diferença entre valor da arroba e carne no atacado
Com mercado do boi gordo em banho-maria, estabilidade nos preços da arroba é mantida
Análise
Com mercado do boi gordo em banho-maria, estabilidade nos preços da arroba é mantida