Menu
Busca segunda, 20 de setembro de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
38ºmax
25ºmin
Notícias

A ABCZ para todos, por Paulo Machado Borges

18 agosto 2016 - 00h00

Em 1º de agosto deste ano, aconteceu em Uberaba a eleição da nova diretoria da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu. Esta data vai ficar marcada como o maior acontecimento político na história do Head Book Zebu, da Sociedade Rural do Triângulo Mineiro e da atual ABCZ. O candidato da oposição, Arnaldo Manoel de Souza Machado Borges, venceu toda a atual diretoria do presidente Luís Cláudio Paranhos com apoio apenas de seus amigos zebuzeiros.

Arnaldinho é neto de Rodolfo Machado Borges, que, juntamente com seus irmãos Joaquim, José, Vigilato e João, em 19 de julho de 1934, na casa do tio Joaquim, incorporou o Head Book Zebu à Sociedade Rural do Triângulo Mineiro (SRTM), dando a esta entidade recém-criada a capacidade de decolar e representar a classe ruralista do Triângulo Mineiro no país. Após muitas décadas, a SRTM não representava mais os anseios de seus fundadores e, em 1967, por força de um decreto do presidente Castelo Branco, a entidade recebeu o atual nome de Associação Brasileira dos Criadores de Zebu.

O gado indiano, que foi importado da Índia no início do século passado, esparramou-se por todo o território nacional. Hoje, são mais de 200 milhões de cabeças de zebuínos de origem indiana no Brasil.

Em 2013, a candidatura de Arnaldinho à presidência da ABCZ foi lançada por amigos mineiros. O presidente da ABCZ na época, Eduardo Biagi, já havia convidado Luís Cláudio Paranhos, membro de sua diretoria, para sucedê-lo. Ciente do lançamento de Arnaldinho, o presidente Eduardo Biagi o procurou e fizeram um acordo de cavalheiros, de que ele cederia espaço a Luís Cláudio, mas figuraria em sua chapa como vice-presidente e na próxima eleição ele seria o candidato natural da ABCZ. Em agosto de 2015, quando viajava para a Bolívia, Luís Cláudio e José Olavo entraram em contato com todos os membros da diretoria por telefone ou pessoalmente e lançaram o nome de Frederico Cunha Mendes, filho do ex-presidente José Olavo, à presidência da ABCZ. Chegando da Bolívia, Arnaldinho sentiu que o acordo firmado entre ele, Eduardo Biagi e Luís Cláudio não foi respeitado. Em reunião da atual diretoria, Arnaldinho comunicou a todos que ele não aceitava a quebra do acordo de cavalheiros e comunicou a esta diretoria que seria candidato à presidência na eleição do próximo ano de 2016. A atual diretoria é composta de grandes empresários e figurões da classe zebuína da pecuária nacional.

São em torno de 100 pessoas, entre presidente, vice-presidentes, diretores, que são em número de 15, representantes estaduais – 3 em cada Estado da União e Distrito Federal, e, mais ainda, conselheiros e a máquina da entidade numa sociedade milionária. É incrível que Arnaldinho, apenas com seu prestígio pessoal e de amigos, conseguiu vencê-los. A eleição na ABCZ na cidade de Uberaba envolve famílias apaixonadas nesta disputa. Os Machado Borges, sem exceção, apoiaram Arnaldinho. Os Borges de Araújo e outros mais, divididos nesta eleição, os Cunhas e Mendes, que representam a família do Sr. Torres Homem Rodrigues da Cunha, não tenho certeza de que todos apoiaram o seu neto Frederico  Cunha Mendes. Esta eleição é de nível nacional, pois tem repercussão em todos os Estados e Distrito federal, e realizá-la envolve um grande desgaste físico e financeiro de seus participantes. Após inúmeras eleições com grande desrespeito à oposição, na ABCZ atualmente a eleição é justa, razão pela qual Arnaldinho conseguiu derrotar toda uma diretoria que vem, há 20 anos, comandando os destinos da classe zebuína. Arnaldinho não fazia parte do grupo que está no poder e é evidente que a sua eleição provocaria muitas reformas no quadro de associados da classe na diretoria. Esta é a razão de toda a diretoria ter somado contra um candidato de abertura política e com o slogan “ABCZ para todos”. Estes são os meus esclarecimentos sobre a eleição de 1º de agosto de 2016, que elegeu Arnaldo Manoel de Souza Machado Borges para o período de 2016 a 2019. Convido aos eleitores que votaram em Arnaldinho para prestigiar a sua posse e de sua diretoria no dia 31 de agosto de 2016, uma quarta-feira à noite, no tatersal Rômulo Kardec de Camargosda ABCZ em Uberaba.

Atenciosamente,

Paulo Machado Borges
 

Leia Também

Decreto revoga limitação de lotação em eventos, mas mantém Regime Especial de Prevenção
Coronavírus
Decreto revoga limitação de lotação em eventos, mas mantém Regime Especial de Prevenção
Mercado Externo
Arábia Saudita retoma importação de frigoríficos de MG após embargo de 10 dias
As compras haviam sido suspensas no dia 6, após a confirmação de um caso atípico do "mal da vaca louca" no Estado
Seca no rio Paraguai segue crítica e chuvas devem ser insuficientes na primavera
Meio Ambiente
Seca no rio Paraguai segue crítica e chuvas devem ser insuficientes na primavera
Expoagro: secretário Riedel e ministro do Turismo visitam feira em Dourados
Feiras & Eventos
Expoagro: secretário Riedel e ministro do Turismo visitam feira em Dourados