Menu
Busca terça, 28 de setembro de 2021
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
36ºmax
22ºmin
Expogrande

Senepol demonstra a força da raça durante a 80ª Expogrande

09 abril 2018 - 20h52Por Assessoria de Imprensa da Acrissul | Expogrande
Senepol demonstra a força da raça durante a 80ª Expogrande

Taurino que há 18 anos vem sendo criado no Brasil, a raça Senepol vai demonstrar a sua força durante a 80ª Expogrande, que será realizada pela Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul) de 5 a 22 de abril no Parque de Exposições Laucídio Coelho, em Campo Grande (MS). Além da exposição de animais nos baias do Parque durante a maior feira agropecuária do Estado e uma das maiores do Brasil, o Senepol ainda terá dois leilões – Leilão Pérolas do Senepol e Leilão Senepol da São José – e um simpósio.

 
A quantidade de eventos durante a Expongrande 2018 só confirmam o que todos já sabem: os números da raça impressionam e o crescimento é de 50% ao ano no Brasil, tanto na quantidade de animais quanto no de associados à Associação Brasileira dos Criadores de Bovinos Senepol (ABCB Senepol). Hoje, o rebanho Senepol brasileiro é o maior do mundo, com aproximadamente 25 mil cabeças registradas na ABCB Senepol e 172 criadores, espalhados por 14 Estados e no Distrito Federal.
 
Na feira, o principal evento será o 1º Simpósio Dia do Senepol, que será realizado no dia 11 de abril, das 8 às 18 horas, no auditório da Acrissul no Parque de Exposições Laucídio Coelho. Promovido pela ABCB Senepol, o evento é uma oportunidade inédita para criadores, técnicos, investidores da pecuária nacional e interessados em ingressar na raça ouvirem, conhecerem e compartilharem conceitos desse taurino adaptado, que tem impressionado o Brasil por sua rusticidade e, principalmente, por proporcionar 100% de heterose, exclusivamente a pasto, em programas de cruzamento industrial.
 
O sucesso da raça não deixa de conquistar apreciadores em todos os cantos do Brasil e, em Mato Grosso do Sul, um dos criadores é o cantor e compositor Almir Sater, que aponta o temperamento e a beleza do animal como fundamentais para sua escolha. “Eu queria um gado tranquilo e de fácil manejo para criar solto no Pantanal. Animais que me dessem tranquilidade para caminhar nos pastos, apartar e cuidar. Apresentaram-me o Senepol, achei bonito e procurei saber mais da raça. Gostei do que ouvi e entrei na atividade”, conta.
 
Histórico
Nos anos de 1800, bovinos da raça N’Dama foram importados do Senegal, no oeste africano, para a ilha caribenha da Saint Croix, Ilhas Virgens. O N’Dama, um Bos Taurus foi uma excelente alternativa para o Caribe não só por sua resistência ao calor, insetos, parasitas e à doenças, mas também pela habilidade de sobrevivência em regiões pobres de pastagens.
 
Em 1889, Henry C. Neltropp, um dos maiores criados de N’Dama tinha um rebanho de 250 cabeças, que era um rebanho de animais puros. Bromlay filho de Henry C. Neltropp queria desenvolver um bovino que combinasse aptidões a nível superiores de produção com as condições ambientais das Ilhas Virgens.
 
Esforços anteriores em introduzir bovinos de regiões de clima temperado tinham fracassado devido ao estresse calorífico e nutricional que estes animais sofriam ao serem submetidos às condições duras de clima e pastagens da ilha. Em 1918 foram introduzidas genéticas de Red Poll para o rebanho de Neltropp, com o intuito de melhorar a habilidade materna, fertilidade e dar caráter mocho aos animais.
 
Essa mescla de Red Poll com animais N’Dama foi relativo sucesso para fundar a base da raça Senepol. Após 57 anos o rebanho de Neltropp foi disperso para criadores locais e o desenvolvimento da raça foi contínuo em 4 rebanhos primários. Desde o princípio foram coletados e guardados informações sobre os animais, que formaram a atual base do sistema de registro da associação da raça.
 
Testes com animais em fazendas começaram em meados de 1970, com a fundação da BCIA, nas Ilhas Virgens. Em 1977 um pioneiro carregamento aéreo com 22 animais da raça Senepol foi levado aos EUA. Hoje, depois de 29 anos a SCBA (Senepol Cattle Breeders Association) conta com 500 criadores e mais de 60.000 animais em seu sistema de registro de dados.
 
Atualmente, o Senepol pode ser encontrado em 21 Estados americanos e ao redor do mundo em países como: Austrália, Paraguai, Colômbia, Argentina, Panamá, Canadá, República Dominicana, Equador, Nicarágua, Porto Rico, Venezuela, México, Filipinas, Zimbabwe e Brasil, onde a adaptação ao clima tropical foi condição necessária para o desenvolvimento da bovinocultura com qualidade e eficiência.
 
Em 2000 vieram os primeiros animais para o Brasil, importados dos melhores rebanhos dos EUA e das Ilhas Virgens (Saint Croix). A importação inicial envolveu dois líderes genéticos da raça e as melhores fêmeas Senepol com provas fantásticas. Graças a esta genética, os selecionadores brasileiros multiplicou a qualidade fazendo do Brasil um celeiro da genética mundial.
 
Confira abaixo a programação da raça senepol:
 
DIA 9 DE ABRIL (SEGUNDA–FEIRA)
LEILÃO PÉROLAS DO SENEPOL
 
HORÁRIO: 20 horas
 
LOCAL: Tatersal de Elite 2, no Parque de Exposições Laucídio Coelho
 
DIA 11 DE ABRIL (QUARTA–FEIRA)
SIMPÓSIO DIA DO SENEPOL
 
HORÁRIO: 8 às 18 horas
 
LOCAL: Auditório da Acrissul no Parque de Exposições Laucídio Coelho
 
DIA 12 DE ABRIL (QUINTA-FEIRA)
LEILÃO SENEPOL DA SÃO JOSÉ (40 TOUROS PO)
 
HORÁRIO: 19 Horas
 
LOCAL: Tatersal Elite 1, no Parque de Exposições Laucídio Coelho