Menu
Busca terça, 29 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
37ºmax
20ºmin
Expogrande

Diretoria da Acrissul pede apoio de Puccinelli para realização da Expogrande

08 fevereiro 2012 - 11h23Por Da Assessoria

O governador André Puccinelli recebeu na tarde desta terça-feira (7) o presidente da Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul (Acrissul), Francisco Maia, acompanhado de sua diretoria para solicitar apoio do governo na resolução de empecilhos para realização da Expogrande 2012.

 
Um dos impasses discutidos na reunião foram o sistema de água, esgoto e destinação do lixo. Na ocasião o governador mostrou-se disposto a auxiliar os organizadores da feira, na negociação com a prefeitura e Ministério Público Estadual, na tentativa de resolver o impasse.
 
A intenção dos organizadores é derrubar o TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) firmado no ano passado, que proíbe a realização de eventos como a feira agropecuária no local a partir deste ano, e obter o licenciamento ambiental para realização da feira, mas a poluição sonora é a principal barreira para emissão do licenciamento.
 
“Ajudaremos na tentativa de resolver a questão do lixo e do esgoto, primeiramente, para que esta parte da licença seja liberada. Em relação à questão sonora estou disposto a auxiliar nesta negociação”, pontuou o governador André Puccinelli.
 
O governador recebeu ainda um convite para que o Estado exponha seus trabalhos na Expogrande 2012, por meio de um estande para exposição dos  trabalhos desenvolvidos pelo governo até o momento e ações realizadas com foco no setor do agronegócio. “O nosso convite se estende ao governador para que seja montada uma estrutura, em que ele possa despachar na feira, e ter contato direto com os produtores”, explicou o presidente da Acrissul.
 
Para o presidente da Acrissul as negociações devem ser mais amenas após a conversa com o governador. “Tivemos uma boa conversa com o André, temos intenção e interesse de caminharmos juntos. Essa reunião vai nos ajudar. Por meio dela poderemos tirar os impedimentos para a realização da Expogrande. Vamos ceder também, e buscar adequar às exigências locais”, disse Francisco Maia.
 
“Para resolver as questões ambientais, principalmente em relação aos shows, estamos trazendo uma grande empresa nacional com soluções aplicáveis para que possamos trazer os maiores artistas para se apresentarem na Expogrande”, comentou o presidente.  
 
Francisco Maia ressaltou a importância da feira para a pecuária e para o agronegócio no Estado. “Já temos programada a realização de 48 leilões e cerca de R$ 120 milhões devem ser movimentados durante o evento”, finalizou o presidente da Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul.  
 
Participaram também da reunião a secretária de Estado do Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria e do Turismo (Seprotur), Teresa Cristina Corrêa Costa Dias e o deputado estadual Zé Teixeira.