Menu
Busca domingo, 09 de agosto de 2020
Busca
(67) 99826-0686
Campo Grande
31ºmax
16ºmin
Agricultura

Ministério da Agricultura e Conab divergem sobre fazer leilão de milho em janeiro

13 janeiro 2010 - 00h00Por Globo Rural

Contrariando previsões do Ministério da Agricultura, de um possível leilão de milho ainda em janeiro para dar sustentação aos preços na fase inicial de colheita, a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), acredita que o primeiro leilão do ano só deve ocorrer a partir da segunda quinzena de fevereiro.

Nesta terça-feira (12/01), o superintendente de Operações Comerciais da Conab, João Paulo de Moraes Filho, disse que qualquer subvenção de preço desse porte exigirá uma portaria a ser assinada pelos Ministérios da Agricultura, Fazenda e Planejamento, a exemplo da Portaria 445, de agosto de 2009, o que dificilmente deve acontecer até 16 de fevereiro.

Segundo Moraes Filho, no caso da PGPM (Política de Garantia de Preços Mínimos), mais precisamente para as operações de AGF (Aquisição do Governo Federal), existem normas específicas, em vigor desde 1º de janeiro e que nesse caso as demandas são acolhidas, desde que haja recursos.

Na semana passada, o diretor substituto do Departamento de omercialização e Abastecimento Agrícola e Pecuária, Sílvio Farnese, disse que o Ministério trabalha com a hipótese de fazer um primeiro leilão de milho ainda em janeiro para dar sustentação aos preços no início da colheita.

Farnese não fez referência ao volume a ser ofertado e nem à modalidade da operação a ser realizada. Esse primeiro leilão visaria principalmente produtores do Centro-Oeste, tirando produto dessas áreas para regiões de consumo como Norte e Nordeste.