Menu
Busca sexta, 30 de outubro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
24ºmax
18ºmin
Agricultura

Agricultura leva delegação de empresários a maior feira de alimentos do Oriente Médio

22 fevereiro 2010 - 00h00Por Mapa

Uma delegação brasileira com representantes de 14 empresas de produtos do agronegócio embarcou, neste final de semana, para Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. Com apoio do Ministério da Agricultura e da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, o grupo articipa da Gulfood 2010, principal feira de alimentos e bebidas do Oriente Médio. Esta é terceira vez que o ministério promove a participação de empresários à feira.

Este ano, comparecem presentes os setores de lácteos, mel, pescados, ovos, alimentos processados, especiarias, arroz e soja. “Nesta edição da Gulfood, o Ministério da Agricultura buscou dar oportunidade a setores com pouca inserção no mercado árabe, já que outros segmentos como café, carnes e frutas contam com o apoio da Apex (Agência Brasileira e Promoção de Exportações e Investimentos)”, explica o diretor de Promoção Internacional do ministério, Eduardo Sampaio.

Conforme o diretor, essa parceria (ministério e Apex) proporcionará, em um espaço com 500 metros quadrados, a maior participação brasileira já registrada na feira. Sampaio complementa que além de possíveis compradores dos Emirados Árabes, estarão representados no evento outros países, como Egito, Arábia Saudita, Kwait e Irã.

Aumento das vendas - As participações em missões, como a Gulfood, divulgam e incrementam as exportações do agronegócio nacional.  Exemplo disso é o crescimento de 49% dos embarques para os Emirados Árabes, na comparação entre 2008 e 2009. No último ano, a receita foi de mais de US$ 1,14 bilhão.

As vendas que apresentaram maior crescimento foram as do complexo sucroalcooleiro (244%), farinhas e preparações (335%), produtos oleaginosos, com exceção da soja (quase 6.000%) e produtos hortícolas, leguminosas, raízes e tubérculos (423%). O diretor do Ministério da Agricultura enfatiza que ainda há grande potencial de venda para o país árabe de produtos agropecuários, como café, frutas e sucos, mel, lácteos e ovos.