Menu
Busca quinta, 24 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
34ºmax
20ºmin
Pecuária

Integração "lavoura e pecuária" ainda carece de conhecimento por parte dos produtores

08 janeiro 2013 - 20h06Por Agro Olhar

A falta de conhecimento dos produtores sobre as técnicas de Integração Lavoura Pecuária (ILP) ainda é um dos pontos que se destacam na atividade e fazem com que ela caminhe ainda a passos lentos em Mato Grosso, apesar de não ser uma prática recente.

A análise é fruto de rodadas de discussões entre pecuaristas e acadêmicos da área, por iniciativa da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), que geraram a publicação “Diretrizes para o desenvolvimento da pecuária de corte de Mato Grosso”.

Segundo o estudo, o obstáculo constituído pela falta de conhecimento é um problema destacável, no entanto, reunidos esforços, seria algo fácil de ser resolvido, com a disseminação de informações através de palestras, whorkshops, dias de campo e assistência técnica especializada.

Outra barreira que, segundo o levantamento, tem se configurado como empecilho para a expansão da atividade é o investimento inicial necessário para adequação, seja de área de pecuária para receber lavouras, seja de área de lavouras para receber gado.

Este ponto é visto como um dos maiores entraves para que o produtor tenha interesse em buscar informações e alternativas para desenvolver a ILP. No entanto, a solução apontada é procurar linhas de crédito para financiamentos, as quais oferecem algumas opções. “Quando a ILP é tratada no sentido de o pecuarista ser o agente desta integração, surge a barreira caracterizada como ‘tradicionalismo’”, consta do estudo.

Para este problema, a solução apontada é a promoção de eventos que demonstrem aos pecuaristas as vantagens da terminação de gado de corte em integração lavoura pecuária, especialmente diante da possibilidade de recuperação de pastagens degradadas.