Menu
Busca domingo, 20 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
27ºmax
19ºmin
Notícias

Vice-presidente da Acrissul cobra resposta da Prefeitura

23 novembro 2011 - 11h36Por Acrissul

Com o projeto que dá abertura a licenciatura ambiental, protocolado desde a primeira quinzena de junho na Prefeitura, Jonatan Barbosa; vice-presidente da Acrissul, cobra resposta e manifesta indignação com a atual interdição do Parque Laucídio Coelho.

“Tantos outros locais de Campo Grande; entre clubes, associações e praças realizam eventos constantemente sem licença ambiental e muito menos com projetos protocolados na prefeitura” afirma Barbosa, que a mais de 60 dias aguarda resposta sobre questionamento oficial enviado a prefeitura.

“Se a lei é igual para todos, cumpra-se. A praça do Papa, o parque das nações, a praça do rádio clube, o Albano Franco, nenhum destes lugares tem licença ambiental, será que a Acrissul é uma exceção na lei?” conclui Jonatan, recordando na entrevista que o lixão da Capital também não possui qualquer licença para funcionar e muito menos para receber lixo hospitalar.

Perseguição política é apontada pelo vice- presidente da entidade como principal motivo do impasse que se tornou assunto mais comentado na mídia regional as vésperas da Expogrande 2011, maior evento cultural e econômico do Estado. “A Acrissul tem sido tolerante, quanto as injustiças recebidas, mas temos que buscar soluções.”

Enquanto este entrave não é resolvido, a Acrissul já dá o primeiro passo projetando a Expo grande 2012, ela foi a pauta da reunião com a diretoria da Acrissul e o presidente Chico Maia, na última semana.