Menu
Busca sexta, 23 de outubro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
33ºmax
22ºmin
Notícias

Vendas de fertilizantes caem 11,3% em volume de janeiro a setembro

04 novembro 2009 - 00h00Por Jornal do Comércio

As entregas de fertilizantes nas revendas do País recuaram 11,3% no acumulado do ano, de janeiro a setembro de 2009, para 16,168 milhões de toneladas, ante 18,232 milhões de toneladas em igual período do ano passado. Os números foram divulgados nessa terça-feira (03-11) pela Associação Nacional para a Difusão de Adubos (Anda). As importações de fertilizantes intermediários, matéria-prima utilizada pelas misturadoras do País, despencaram 43% nos primeiros nove meses do ano. Para o diretor executivo da Anda, Eduardo Daher, o número mostra que a indústria optou por consumir os estoques e fazer compras de maneira controlada.

Segundo ele, o setor evita repetir o que aconteceu no início do ano, quando os estoques de passagem atingiram um dos níveis mais altos já registrado. Na ocasião, fontes do setor calculavam que cerca de sete milhões de toneladas estariam nas mãos da indústria, revendas e cooperativas. No entanto, a indústria contabilizou aumento de 25% e 24,7% nos meses de agosto e setembro, respectivamente, na comparação com os mesmos meses de 2008. O número confirma projeção do setor que apostava no retorno da sazonalidade, com vendas concentradas no segundo semestre. A expectativa é que este ritmo de compras seja mantido em outubro, dado que não foi incluído no levantamento divulgado nesta terça-feira. No ano passado, as entregas neste mês somaram 2,23 milhões de toneladas. Já em outubro de 2007, atingiram a marca de 3,150 milhões de toneladas.

A maior queda foi registrada em São Paulo, onde o volume comercializado caiu 16,7%, por conta da fraca demanda nas culturas de laranja e café. Em Mato Grosso, onde o problema de restrição de crédito é maior, o recuo foi de 13%. No Paraná, o recuo foi de 12,3% e em Goiás, 8,9%.