Menu
Busca terça, 23 de abril de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
22º
Sanidade animal

Vem aí mais uma etapa da vacinação contra a febre aftosa em MS

Etapa vai de 1º a 30 de novembro e é obrigatória para bovinos e bubalinos

19 outubro 2022 - 11h47Por José Roberto dos Santos | Com informações da Iagro-MS
Vem aí mais uma etapa da vacinação contra a febre aftosa em MS

Mato Grosso do Sul prepara-se para a segunda etapa de vacinação contra a febre aftosa, que é obrigatória para bovinos e bubalinos. Para as regiões do Planalto e Pantanal a aquisição da vacina estará liberada nas revendas cadastradas a partir do dia 27 de outubro, sem a necessidade de emissão de autorização de compra pela Iagro-MS (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal).

Segundo a Iagro-MS, na região do Planalto, a vacinação é obrigatória para todo o rebanho entre os dias 1° e 30 de novembro. O registro deve ser realizado pelo produtor rural entre os dias 1º de novembro e 15 de dezembro no portal GAP.

Já no Pantanal, os optantes do mês de novembro devem vacinar todo o rebanho, entre 1° de novembro e 15 de dezembro. O registro deve ser realizado entre os dias 1° de novembro e 31 de dezembro.

Alto índice de imunização

O índice de vacinação contra a febre aftosa alcançou a marca de 99,73% de animais previstos para a etapa. No total, foram vacinados na etapa de maio 11.722.450 animais, entre bovinos e bubalinos. Excepcionalmente, no ano de 2022, as etapas foram invertidas, sendo que todos os bovinos e bubalinos com até vinte e quatro meses de idade deveriam ser vacinados na primeira etapa (em maio) e, todo o rebanho bovino e bubalino, de mamando a caducando, na segunda etapa (em novembro). Nos últimos anos o estado do Mato Grosso do Sul tem alcançado excelentes índices de vacinação de animais contra febre aftosa. É importante ressaltar que os resultados são reflexo do envolvimento dos produtores rurais e de toda cadeia produtiva da carne.

Área livre sem vacinação

O Estado terá status de área livre de febre aftosa sem vacinação a partir de 2023, ao concluir em novembro deste ano a última etapa para obter o título pelo Ministério da Agricultura. De acordo com o último levantamento do PNEFA (Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa), a campanha de imunização do rebanho bovino sul-mato-grossense deste ano será a última antes da certificação das autoridades sanitárias nacionais e internacionais.

Serviço:

Mais informações: 0800-647-6713