Menu
Busca quinta, 24 de setembro de 2020
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
34ºmax
20ºmin
Notícias

Trabalhadores podem paralisar abate de frango em Caarapó

02 setembro 2011 - 18h35Por Doura News
Os cerca de 350 trabalhadores do abatedouro de aves da Doux/Frangosul, situada no município de Caarapó, podem paralisar suas atividades, caso a empresa não sinalize avanços no que diz respeito à questão salarial e condições de trabalho. O alerta é de José Erivaldo Lima (Terrinha), presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Alimentação de Dourados.

Segundo o dirigente, as negociações do sindicato com a empresa se arrastam desde julho passado e ainda não foi fechado um acordo para se estabelecer o piso salarial dos trabalhadores. O impasse está no valor do piso, dos atuais R$ 610,00 para R$ 711,00. A empresa propõe R$ 677,00. Além do reajuste no piso, os trabalhadores reivindicam melhorias no auxílio-alimentação e outros benefícios.

De acordo com Terrinha, já foram promovidas duas rodadas de negociação com a empresa, mas a direção se mostra irredutível na proposta de reajuste salarial. No começo da semana que vem, o sindicato está agendando uma nova conversa com a empresa e, caso ela não avance em suas propostas, os trabalhadores podem radicalizar e iniciar um movimento de paralisação.

O representante dos trabalhadores afirma que há uma insatisfação grande da categoria por conta da falta de definição do reajuste salarial pela empresa. A Doux Frangosul trabalha em dois turnos e abate cerca de 120 mil frangos diariamente que abastece o mercado interno e também para exportação. “O sentimento dos trabalhadores é de descontentamento e nós enquanto representantes da categoria estamos manifestando este anseio”, afirma o presidente do sindicato, não descartando uma possível greve dos trabalhadores.