Menu
Busca sábado, 15 de junho de 2024
Busca
(67) 3345-4200
Campo Grande
Previsão do tempo
24º
GRANDE PERDA

Touro com mais de 1.600 filhos morre no Rio Grande do Sul

Spartacus da raça Brangus foi o Grande Campeão Nacional na Feicorte e duas vezes na Expointer, além de somar mais de 170 mil doses de sêmen vendidas

07 outubro 2022 - 09h24Por Canal Rural

A pecuária brasileira lamentou, nesta semana o falecimento do lendário touro Brangus Spartacus aos 15 anos de idade. O animal faleceu na Central Progen no Rio Grande do Sul, aonde estava em coleta desde 2009.

O raçador é propriedade da Agrícola Anamélia Brangus HP, de Martinópolis/SP, sob direção de Tita e Ladislau Lancsarics, que em 2022 celebram 25 anos de criatório. Após seu Leilão Virtual anual, realizado no início de outubro, se programavam para trazer Spartacus de volta pra casa, ainda este ano.

“Spartacus deixa um grande legado. Falar de sua trajetória sempre nos emociona pois é fato que o sonho de um criador é fazer um touro que faça diferença para a raça e imprima sua genética para as próximas gerações. Spartacus nos deu isso e muito mais!”, declarou Tita, complementando que esta perda irreparável foi uma triste notícia para todos da família.

“É como um filho. Será sempre lembrado de forma especial e por marcar de brilhantemente a história da raça Brangus não só no Brasil como na América do Sul. Ele foi um dos mais importantes e longevos reprodutores com mais de 700 filhos avaliados no Sumário Natura. Ainda teve mais de 1000 filhos dentro de rebanhos da Argentina. Apesar de nossa tristeza, nosso sentimento é de gratidão e seguiremos trabalhando para que venham novos raçadores”, concluiu.

Legado de um touro lendário

Com genética privilegiada, e filho de Gladiador em vaca K522 – com linhagem Sundance of Brinks, Spartacus comercializou mais de 170 mil doses de sêmen na Central Alta Genetics. Nesta Central, Spartacus foi identificado ConceptPlus  (projeto exclusivo que identifica com precisão touros com as melhores taxas de concepção) por ter fertilidade acima da média no campo em programas de IATF (inseminação artificial em tempo fixo).

Entre seus filhos, possui dois que foram grandes campeões da exposição de Chaco, na Argentina. Os touros Marco Aurélio, que sagrou-se Grande Campeão em 2017 e o touro Spartano, em 2016. Seus netos também conquistaram posições de destaque brilhando nas pistas desta e de outras exposições.

De acordo com João Pedro Marsiaj Giudice, assessor pecuário genético Brangus HP e Técnico da Associação Brasileira de Brangus, Spartacus permanecerá na base genealógica de importantes criatórios sul-americanos ainda por muitos anos.

“É com imenso orgulho e respeito que coparticipei da trajetória deste ícone da raça Brangus. Independente dos avanços e evolução genética das raças, sempre existirão pilares sólidos de sustentação. Spartacus foi um deles, merecidamente, por sua consistência e inquestionáveis qualidades”, ressaltou.

Além disso, sua morte ocasionou importantes homenagens também de criadores de fora do Brasil. “Mais de 1600 filhos provados em 66 estabelecimentos, de acordo com ENBra 2022: haverá outros descendentes para seguirem seus caminhos”, celebra o médico veterinário Carlos Fernandez Pasos.

Por fim, o veterinário foi complementado por Martin Zuca, que declarou “Spartacus deixa pronto um imenso legado para a raça Brangus”. Ambos criadores são da Argentina.