Menu
Busca domingo, 09 de agosto de 2020
Busca
(67) 99826-0686
Campo Grande
31ºmax
16ºmin
Notícias

Sul-Mato-Grossenses querem trazer congresso nacional do leite para Campo Grande

20 setembro 2010 - 11h09Por Sato Comunicação
Sul-Mato-Grossenses querem trazer congresso nacional do leite para Campo Grande

 O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/MS) participa nesta semana do IV Congresso Brasileiro da Qualidade do Leite, que acontece em Florianópois (SC). Mais do que representar o setor leiteiro do Estado no evento, que se realiza de 22 a 24 de setembro, a participação do Senar visa captar a 5ª edição do encontro para Campo Grande, em 2012.

            O congresso é o maior evento nacional para discussão da qualidade do leite e sua realização no Estado tem o propósito principal de desenvolver o setor, mudando o perfil do produtor, que atualmente é sustentado pela agricultura familiar. “MS chegou a representar 3% da produção nacional de leite na década de 1990. A realização do evento em Campo Grande visa alavancar a produção e, consequentemente, toda a cadeia produtiva que ele pode gerar”, enfatiza o superintendente do Senar/MS, Clodoaldo Martins.

            Para o evento de Florianópolis, o Senar estará com um estande com imagens da produção de leite e vai oferecer degustação de caldo de piranha e produtos lácteos fabricados no Estado, tais como doce de leite e queijos, além de artesanato local.  

Como argumentos para captar o evento para a Capital, o Senar preparou material destinado aos membros do Conselho Brasileiro da Qualidade do Leite, do qual faz parte, enfatizando a infra-estrutura de Campo Grande para a realização de eventos tais como espaços para convenções, rede hoteleira e de restaurantes, ligação rodoviária com grandes capitais, aeroporto internacional com malha aérea regular, consulados, divisa com cinco estados e dois países e proximidade com o Sudeste do País.

A expectativa é que a produção leiteira de MS este ano chegue a 406,2 milhões de litros de leite, o que significa um crescimento de 20% em relação a 2000, quando a produção chegou a 346,2 milhões de litros. O Estado abriga 2,4% do rebanho de vacas ordenhadas do País, segundo dados do IBGE de 2008, e vende sua produção para São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná. Para estimular o crescimento do setor foi formalizada a Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Leite, entidade que reúne os elos que vão do produtor até a indústria.

A candidatura do Senar/MS para o evento em Campo Grande tem apoio integral do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo (Seprotur), da Câmara Setorial do Leite, da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), da Comissão Nacional de Pecuária de Leite da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e do Campo Grande Convention & Visitors Bureau.